Conferência sobre clima – COP 23- terá dia dedicado ao debate sobre a Amazônia Legal

Até o dia 17 de novembro, representantes de diversos países discutem em Bonn, na Alemanha, medidas para combater as mudanças climáticas e conter o aquecimento global. A Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática – a COP 23 – pretende definir estratégias para implementar as ações previstas no Acordo de Paris, assinado há dois anos por 195 países e ratificado pelo Brasil há um ano.

 

A delegação brasileira na conferência é coordenada pelo ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho. O secretário de Mudança do Clima e Florestas, Everton Lucero, destaca que pela primeira vez haverá no encontro um dia inteiro dedicado ao debate sobre a Amazônia Legal.

 

A delegação brasileira na Alemanha é formada por representantes do governo, do parlamento, do setor produtivo e da sociedade civil. Entre eles, Pedro Soares, gerente do Programa de Mudanças Climáticas do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia.

 

Em entrevista ao programa Tarde Nacional, da Rádio Nacional da Amazônia, ele destacou o papel do Brasil no processo de implementação do acordo, especialmente no que diz respeito ao combate ao desmatamento por meio Sistema de Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação.

 

No fim de outubro, a agência ONU Meio Ambiente divulgou um relatório afirmando que as promessas nacionais feitas pelos países no Acordo de Paris representam apenas um terço das ações necessárias para alcançar metas relacionadas ao clima e evitar os piores impactos da mudança climática.

 

Os governos reunidos na COP 23 tem o desafio de desenvolver diretrizes sobre temas como financiamento, transparência, adaptação, redução de emissões de gases, capacitação e tecnologia.

 

A meta é fazer progressos em todas essas áreas para que as orientações tiradas do encontro possam ser completadas até a COP24, que será realizada na Polônia, em 2018.

Deixe uma resposta