Segunda etapa do Enem será neste domingo; mais de 11 mil terão atendimento especial

Você sabia que mesmo em situações difíceis e especiais da vida é possível não desistir do sonho de entrar no ensino superior por meio do ENEM?

 

É isso mesmo e no próximo domingo, mais de 11 mil candidatos que são idosos, gestantes, mãe que estão amamentado ou até pessoas em tratamentos sérios de saúde vão fazer as provas do exame.

 

Esses candidatos pediram na hora da inscrição no site do ENEM o atendimento específico. Os idosos e as gestantes podem ter salas de fácil acesso com mesas e cadeiras adaptadas, apoio para pernas ou cadeiras de rodas, desde que solicitem na inscrição.

 

Já as lactantes podem levar uma pessoa para ficar com o filho em uma sala para avisar a hora que a criança precisa ser amamentada.

 

Pessoas hospitalizadas ou em tratamento médico fazem as provas em uma sala individual, com fiscais que estão ali para ajudar o participante em qualquer problema.

 

A estudante, Mariana Costa, de 17 anos, teve um linfoma- câncer no sistema linfático em 2016 e não participou do Enem.

 

Ela foi curada da doença, mas continua sendo acompanhada pelo GRAAC- Grupo de Apoio ao Adolescente e Criança com Câncer, em São Paulo.  Ela  decidiu fazer o exame este ano com ajuda da instituição. Ela fez no dia 5 de novembro as provas de redação, linguagens e ciências humana no próximo domingo vai fazer as de matemática e ciências da natureza.

 

Mariana conta que presenciou uma candidata passar mal durante as provas do dia 5 de novembro, ter ajuda dos fiscais de sala.

 

O professor de biologia, Lúcio Bravin, aconselha que tanto candidatos comuns como aqueles que têm atendimento específico precisam ter calma para um bom desempenho no exame.

 

E  no domingo, além dos 11 mil candidatos que solicitaram atendimento específico, outros quase quatro milhões e setecentos mil devem comparecer aos locais de provas em todo o Brasil. Eles vão realizar as questões de matemática e ciências da natureza.

via EBC

Deixe uma resposta