Telas pintadas a óleo farão parte da exposição do Museu do Negro

O Município de Macapá recebeu quatro telas pintadas a óleo na manhã desta sexta-feira, 5. As peças foram produzidas pelos artistas Egídio Gonçalves, Grimualdo Barbosa e Ecinildo Barbosa. Elas retratam a cultura do negro no Amapá, por meio do batuque, Marabaixo e afro-religiosidade. Todo material fez parte da exposição Negros e Negras do Amapá, durante as festividades da Consciência Negra, no Centro de Cultura Negra, em novembro do ano passado.

“Fizemos um pequeno investimento para a exposição na UNA, em contrapartida os artistas doaram as obras para o Museu do Negro. Essas telas só vêm enriquecer ainda mais o acervo do museu. O próximo passo é corrermos atrás de recursos federais para a construção da sede própria do museu, para atender melhor a população e ampliar o número de peças sobre a história do negro do nosso estado”, reforça o diretor-presidente do Instituto Municipal de Promoção da Igualdade Racial, Maykom Magalhães.

O artista Egídio Gonçalves destaca a relevância de disponibilizar as obras para a apreciação da sociedade amapaense. “Essa parceria vem desde a semana da Consciência Negra. Tivemos o patrocínio do Município e, cumprindo com parte do acordo, trouxemos essas telas para abrilhantar cada vez mais o Museu do Negro”.

O Museu do Negro funciona no Instituto Municipal de Promoção da Igualdade Racial, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, na Avenida General Osório, nº 365, 3º andar, sala 312, Laguinho.

Cliver Campos

Deixe uma resposta