AC: Rio Madeira ultrapassou os 20 metros nas regiões do Abunã e Mutum

Empresários no Acre estão estocando produtos, por conta da cheia do Rio Madeira.

De acordo com a Defesa Civil, nesta terça-feira o nível do Rio Madeira ultrapassou os 20 metros nas regiões do Abunã e Mutum, em Rondônia, devido ao volume de chuvas na região Amazônica.

Se o nível do rio chegar aos 21 metros há risco de as águas do Madeira invadirem a BR-364, única rodovia de ligação do Acre com o resto do Brasil. O rio passa muito próximo da estrada. Há pontos onde a água está a menos de um metro da BR.

De acordo com Associação Comercial do Acre, os principais atacadistas do estado já tem estoque de comida e medicamento para abastecer a população por 45 dias. Mas o presidente da Acisa, Celestino Bento, lembra que nem todos os produtos podem ser estocados em grande quantidade, é o caso dos alimentos perecíveis e da gasolina.

“A preocupação principalmente com o combustível, que vem via terrestre, pra gente aqui pela rodovia. Pode ser um complicador porque o combustível a gente não pode fazer grandes estoques.”

A medida é uma precaução caso as águas do rio invadam a rodovia. Em 2014, a BR ficou alagada, gerando uma crise de abastecimento por quase 60 dias no Acre devido isolamento terrestre.

O Governo Estadual pediu à Agência Nacional das Águas que as usinas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, construídas em Porto Velho, Rondônia, diminuam a vazão e façam o controle da quantidade de água liberada pelas comportas.

Também são destaques do Repórter Amazônia dessa terça-feira, 16:

– Vale é condenada por assoreamento de rio no Pará

– Dez times vão participar do Campeonato Mato-grossense de futebol

– Documentário sobre tradição quilombola recebe prêmios internacionais

EBC

Deixe uma resposta