Mâncio Lima (AC) decreta situação de emergência devido ao aumento de casos de malária

prefeitura de Mâncio Lima, noAcre, decretou situação de emergência devido ao aumento significativo de malária. De acordo com o decreto, publicado na sexta-feira, foram registrados 9.142 casos da doença no município, em 2017.

O IPA – Índice Parasitário Anual do Ministério da Saúde atingiu a marca de 530 casos por mil habitantes. Um índice preocupante, já que um grau de risco alto é expresso em valores iguais ou maiores que 50 casos a cada mil pessoas.

A deficiência de equipe e de materiais para conter o crescimento exacerbado dos casos também foram citados no documento.

A partir do decreto, são previstas contratações emergenciais, a fim de suprir a demanda excedente que precisará de serviços públicos urgentes e de qualidade, convocação de servidores em férias, importação de medicamentos, além da possibilidade de recorrer ao Estado e à União, no intuito de receber apoio imediato ao controle da Situação de Emergência.

A malária é transmitida pela picada da fêmea do mosquito Anopheles infectada por parasitas protozoários do gênero Plasmodium.

A principal manifestação clínica da doença em sua fase inicial é a febre, associada ou não a calafrios, tremores, suores intensos, dor de cabeça e dores no corpo. A malária tem cura, mas pode evoluir para suas formas graves em poucos dias se não for diagnosticada e tratada rapidamente.

Clique no player abaixo e ouça o Repórter Nacional – Amazônia.

 

Deixe uma resposta