Mais de 500 foliões receberam atendimento médico no Sambódromo do Rio

A Secretaria Municipal de Saúde atendeu 524 foliões nos postos montados no Sambódromo, na Avenida Marquês de Sapucaí, nos dois primeiros dias de desfile das escolas de samba do Grupo A (de acesso). As equipes médicas realizaram 201 atendimentos na primeira noite e outros 323 na segunda noite de desfile.

Os casos mais comuns de atendimento foram mal-estar por causa do calor, pico de hipertensão, torções e intoxicação exógena (por álcool ou outras drogas).

Na primeira noite de desfile, 16 pessoas, com quadros mais graves, foram transferidas para hospitais ou unidades de pronto atendimento da rede municipal de saúde. No segundo dia, seis pacientes precisaram de remoção. A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou 15 ambulâncias equipadas com Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para transportar os casos mais graves. A Central Municipal de Regulação dá suporte aos casos de necessidade de transferência de pacientes.

A Vigilância Sanitária realizou 91 inspeções nos dois dias de desfile em bares, food trucks, buffet, camarotes, ambulâncias e postos de saúde instalados no Sambódromo. Foram aplicadas 18 multas, e 4 quilos de alimentos foram inutilizados. Houve interdição de um bar, por problema nos exaustores.

Douglas Corrêa – Repórter da Agência Brasil

Edição: Denise Griesinger

Deixe uma resposta