Google usa celulares antigos para monitorar desmatamento na Amazônia

Eduardo Hayashi

A plataforma de código aberto de aprendizado de máquina da Google, a TensorFlow, foi um dos elementos indispensáveis para auxiliar a comunidade indígena Tembé e a ONG Rainforest Connection a protegerem a Amazônia.

Em uma união de forças entre o Chefe Naldo Tembé e Topher White, CEO da Rainforest Connection, teve início, em 2014, um projeto para descobrir novas técnicas de utilizar recursos tecnológicos para reduzir o desmatamento ilegal que ocorre na Floresta Amazônica há mais de 80 anos.

A iniciativa resultou na elaboração de um sistema de vigilância que consiste, basicamente, na plataforma de aprendizado de máquina da API da TensorFlow, que, por sua vez, é responsável por captar e monitorar ondas sonoras registradas por celulares reutilizados, energizados por painéis solares posicionados estrategicamente no topo de árvores.

Veja mais no Google Blog

Deixe uma resposta

WhatsApp chat