Politec divulga retrato falado de suspeita de rapto de criança

Secretário de Segurança pede apoio da imprensa e da população para localizar a autora do crime Logo que tomou conhecimento do rapto do recém-nascido de um dos leitos da Maternidade Mãe Luzia, em Macapá, ocorrido por volta das 15h30 desta quinta-feira, 10, o secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública do Amapá, Marcos Roberto, reuniu com a direção da unidade para saber de que maneira o bebê foi retirado da mãe Serinã Waiãpi, de 31 anos, da Aldeia Aramirã, da tribo Waiãpi, no município de Serra do Navio.

“Estamos trabalhando desde que tomamos conhecimento do fato. Mobilizamos toda a área da segurança pública e juntamente com a Polícia Federal, vamos desvendar mais esse crime que aconteceu em nosso Estado e devolver essa criança para a mãe”, enfatiza o secretário.

O rapto foi registrado pelo circuito interno de TV do hospital e mostra o momento em que a mulher desce de uma motocicleta, se despede do moto-taxista e entra na unidade pela porta da frente. Usando do artifício de levar a criança para vacinar ela subtraiu à recém-nascida e consegue sair da maternidade ainda no horário de visita.

As imagens do circuito e o relato de algumas pessoas que foram ouvidas pela polícia resultaram em um retrato falado realizado pelo método computadorizado da Polícia Técnico Científica do Amapá. “A partir do retrato falado e das imagens, nós pedimos o apoio da imprensa e da população para que possamos chegar o mais rápido possível a essa pessoa que saiu com um bebê recém-nascido de dentro da maternidade”, pediu Marcos Roberto.

Foram montadas barreiras em todas as saídas de Macapá e Santana, além de blitz nas estradas, portos e aeroporto. Qualquer informação que leve ao paradeiro da sequestradora pode ser repassada para o Centro Integrado de Defesa Social (Ciodes 190), nos Centros Integrados de Operações em Segurança Pública (Ciosp’s) ou em qualquer delegacia da capital e do interior.
O secretário de Segurança Pública, numa reunião com a imprensa nesta manhã, além das informações da sua pasta, também falou sobre algumas mudanças que já começaram a ser feitas na Maternidade Mãe Luzia, alvo de episódios negativos no governo passado.

“Nós estamos mudando alguns procedimentos desde que assumimos o governo. A saúde estava de mal a pior. Os problemas ainda são grandes, mas o secretário de Saúde Evandro Gama tem se empenhado ao máximo para melhorar essa situação. No ano passado outra criança foi retirada de dentro da maternidade. Isso sem falar na quantidade de bebês mortos por irresponsabilidade do governo passado. Isso não pode mais acontecer”, desabafou o secretário.

José Menezes

Deixe uma resposta