Amapaense disputa torneio Internacional de Xadrez no Rio Grande do Norte

O enxadrista Marcos Paulo de Souza Monteiro, 23 anos, único amapaense no ranque da Confederação Internacional de Xadrez, compete de 4 a 8 de março/11, no 8º. Torneio Magistral de Xadrez do Rio Grande do Norte, na capital Natal. O enxadrista foi convidado pela organização do torneio para jogar na categoria A, enfrentando jogadores profissionais do Brasil e do exterior, categoria Mestre Internacional de Xadrez.

O principal objetivo de Marcos Paulo nesta competição é se aproximar ao máximo do título de Mestre da Federação Internacional de Xadrez ou em um próximo evento. De 25 a 27 de fevereiro/11, o enxadrista amapaense participou da semifinal do Campeonato Maranhense de Xadrez Absoluto, em São Luiz, com a meta de ficar entre os quatro primeiros que se classificam para a final do mesmo campeonato.

Além de fera no Xadrez, Marcos Paulo é eletricista da equipe de Linha de Transmissão da Eletrobras Eletronorte Amapá e acadêmico da primeira turma do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Amapá (Unifap).

Histórico de um vencedor:

2002 – primeiro torneio nacional em Imperatriz/Ma: Aberto do Brasil Sub 16

2003 – primeiro torneio internacional Sub 16, em Imperatriz/Ma, com jogadores de outros países da América Latina

2005 – maior torneio Sub 18 em participações e premiações, realizado no Norte/Nordeste, em Recife/PB, patrocinado pela Chesf (Companhia Hidrelétrica do rio São Francisco)

A partir deste torneio passou a ser o melhor e o mais novo jogador do Amapá no ranque da Confederação Brasileira de Xadrez. No final do ano foi aprovado no concurso da Eletronorte, o primeiro emprego de Marcos Paulo.

2006 – Aberto Internacional de Natal, onde conquistou a primeira meta para ingressar na Federação Internacional ao enfrentar três jogadores de níveis internacionais, conseguindo um ponto, que corresponde a uma vitória ou dois empates.

2007 – Aberto Internacional de Brasília, alcançando a segunda meta, com um ponto internacional e três nacionais.

2008 – ( LOCAL) Pela primeira vez um amapaense ganhou um torneio nacional na categoria absoluta, com cinco vitórias e um empate: campeão geral.

2009 – De 16 a 19 de julho, em Quixadá/CE, Aberto Internacional, somando um ponto e meio contra três jogadores de nível internacional e três pontos contra enxadristas nacionais, alcançou a terceira meta, que o levou ao tão sonhado ranque da Federação Internacional de Xadrez, feito inédito para o Amapá.

(Oscar Filho – assessoria de comunicação)

Deixe uma resposta