O Maior show da terra

LIÇÃO DE SUPERAÇÃO

Foi tocante a capacidade de superação mostrada pelo povo carioca na Avenida.  O Rio de Janeiro, depois ter sofrido todo tipo de calamidades, inclusive o incêndio com perda total dos barracões de cinco das maiores escolas, foi na Avenida como se nada tivesse acontecido e apresentou um dois mais bonitos e belos Carnavais de que se têm notícias, superando todas as expectativas possíveis.

O Trade Turístico, especialmente a Rede Hoteleira agradecem, durante mais de dez dias, todos os Hotéis do Rio de Janeiro estiveram com 100% de taxa de ocupação, e os Bares, Restaurantes e Casas Noturnas, com um movimento inusitado, isso tudo, graças a persistência e capacidade de superação do povo carioca.

Teve Escola que quebrou o carro alegórico e saiu empurrando, outra estourou o tempo, mas não perdeu a alegria, tudo isso demonstra o amor que o povo carioca sente pelo Carnaval. Algumas escolas fizeram uma justa homenagem aos trabalhadores dos barracões, e os colocaram para desfilar no final da Escola.

Que fique aqui registrada nossa admiração e nosso respeito a todas essas pessoas que com sua persistência, determinação e coragem, tornaram realidade um Carnaval que parecia impossível de acontecer.

A primorosa apresentação da campeã BEIJA FLOR, foi um capítulo aparte, com uma justa homenagem ao nosso Rei Roberto Carlos como enredo, depois que os foliões assistiram o desfile da escola de Nilópolis, não teve para ninguém. Parabéns a Beija Flor!

FATURAMENTO RECORD

Segundo fontes da RIOTUR o faturamento dos Trade Turístico durante o Carnaval, superou os 680 milhões de reais.

No Carnaval, Réveillon e outros eventos, o Rio esbanja competência e mostra ao resto do país, a maneira correta de se planejar, promover, divulgar e executar eventos, gerando renda e empregos e, conseqüentemente, melhorando as condições de vida das comunidades que participam.

Um bom exemplo, a ser seguido pelos demais estados da Federação.

Pelo que a gente pode apreciar na televisão, a organização esteve irretocável, eles pensaram em todos os detalhes, inclusive no acesso e saída dos foliões do Sambódromo.

O sucesso do Carnaval e de todos os eventos realizados no Rio de Janeiro nos mostram as claras, as vantagens de se ter uma Empresa Estadual de Turismo (RIOTUR), para realizar eventos bem sucedidos, sem a intervenção de políticos que fadariam os eventos ao fracasso.

Agora, uma coisa que não podemos deixar de registrar é a fibra desse povo que não deixou a peteca cair, cresceu na dificuldade e conseguiu esse sucesso todo.

EXEMPLO A SER SEGUIDO

O que vimos no Rio de Janeiro é um belíssimo exemplo de superação e coragem que deveria servir de lição aos “cartolas” de nossa LIESA que, agindo como crianças mimadas, com raiva por que o governo não podia repassar os recursos por eles solicitados, em lugar de procurar soluções alternativas para arrecadar o dinheiro como: Bingos, Apresentações das Baterias e Passistas das Escolas, Shows e até pedidos de colaboração aos “banqueiros do jogo de bicho”…

Resolveram realizar uma queda de braço (leia-se chantagem), com o governo e tomaram a desição mais medíocre e bizarra de todas as que tinham a seu alcance:     “Cancelaram o Carnaval” !!!

Se eles pensaram que com esta atitude o governo começaria a envia-lhes carros fortes repletos de dinheiro, quebraram a cara.

Sabem quem saiu perdendo?   O Povo!

Os foliões de Macapá que pensavam termos a frente de nossa entidade mor do Samba, pessoas responsáveis, guerreiras e competentes, que são os atributos mínimos necessários para ocupar o cargo de diretor da LIESA, ficaram desapontados.

A LIESA ficou em dívida com a população macapaense, se os atuais diretores só sabem fazer carnaval com recursos do governo, deixem seus lugares para pessoas mais competentes e empreendedoras.

 

Professor Rubens Caran

Mestre em Turismo – MBA em 3º Setor – Jornalista & Escritor

Deixe uma resposta