Educa

Projeto Livre pelo Livro – Descobrir o prazer da leitura

A inclusão no fantástico mundo da literatura infanto-juvenil levou o Juiz César Augusto Souza Pereira, titular do Juizado da Infância e Juventude de Macapá, a oficializar atividades pedagógicas através da instalação de espaços-bibliotecas, brinquedotecas, gibitecas e babytecas, por meio do Projeto “Livre pelo Livro”.

A ideia partiu da vontade de disseminar a leitura como forma de proporcionar a inclusão cultural e socializar os direitos da criança e do adolescente nos bolsões de miséria existentes no entorno de Macapá.

O Livre pelo Livro vem despertando, através de Expositores Ambulantes; Baús-Estantes e/ou Quiosques de Leituras que são instalados em escolas, hospitais infantis, igrejas e abrigos, o interesse de crianças pelo conteúdo exposto, salienta Socorro Passos, uma das responsáveis pelas atividades.

O Projeto funciona como uma extensão da biblioteca central do Tribunal de Justiça e já vem atuando, desde 2002, em seu núcleo-sede no 2º pavimento – ala onde está instalado o Juizado Menorista – do Fórum Desembargador Leal de Mira.

O núcleo-sede, além de possuir um espaço reservado à leitura, conta ainda um acervo literário voltado às atividades do projeto. Por outro lado, o núcleo possui também obras do mundo jurídico e de outras áreas humanas, as quais foram doadas para enriquecer o acervo bibliográfico. Socorro Passos lembra que muitas obras jurídicas foram doadas por juízes e advogados e, outros livros, por colaboradores. Contudo, ela salienta que muitos livros estão desatualizados e o conjunto de obras infantis precisa ser renovado, por isso, aguarda a doação de mais livros.

As pessoas que possuem livros infantis em bom estado de conservação, livros de cunho jurídico e outras obras literárias devem procurar a sala onde funciona o Projeto, conforme o endereço acima, ou ligar para o telefone 3312-4549.

Asscom

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.