Projetos da Vara de Menores de Santana irão disputar premiação em concurso do CNJ

A Vara da Infância e Juventude de Santana já está com dois projetos prontos para concorrer ao “Prêmio CNJ Infância e Juventude” promovido pelo Conselho Nacional de Justiça. Através de premiação, o CNJ quer valorizar e divulgar os projetos em execução pelo Brasil afora que colaboram com a proteção, o desenvolvimento e a formação de crianças e adolescentes.

Os projetos que a VIJ santanense vai encaminhar para concorrer ao Prêmio já estão em efetiva vigência, um deles está voltado a orientar pessoas, através de encontros, sobre a responsabilidade e o ônus da adoção atribuída ao pai e a mãe.

O outro projeto trabalha a educação, a orientação e a fiscalização por parte dos fiscais do Juizado de Menores, em especial sobre denúncias de prostituição infantil, exploração sexual, maus-tratos, fuga domiciliar, problemas com drogas, feitas através da central SERVIÇO DISQUE DENÚNCIAS 0800 285 1581.

Sobre a participação no concurso, a juíza Ana Lúcia de Albuquerque Bezerra, titular da Vara Menorista, com bastante motivação, acha oportuna a ocasião para difundir ações de tamanha relevância social no município de Santana. “Encaminharemos os projetos porque acreditamos que estamos contribuindo para mudar concepções, despertando sentimentos de responsabilidade e respeito para com os semelhantes”, afirmou.

A magistrada ressaltou a execução de muitos projetos na Justiça do Amapá voltados à seara menorista, com resultados significativos, e reforçou ser esta uma oportunidade dos magistrados do Amapá de divulgarem suas ações em evento de tamanho peso.

Aos interessados, as inscrições devem ser feitas até o dia 6 de setembro, no site do CNJ. Servidores, magistrados podem concorrer individual ou em grupo.

Deixe uma resposta