Roberto Góes não foi preso por corrupção nem possui nenhuma medida restritiva de liberdade, diz nota

NOTA DE ESCLARECIMENTO

10/Setembro/2012

A assessoria do candidato Roberto Góes, da Coligação Construindo e Gerando Empregos, vem a público esclarecer e reparar as ofensas e mentiras veiculadas no horário eleitoral de seus opositores.

Roberto Góes não foi preso por corrupção nem possui nenhuma medida restritiva de liberdade que lhe impeça de frequentar comícios, de viajar ou de continuar realizando sua campanha, de forma limpa e responsável. A candidata Cristina Almeida, por exemplo, tenta confundir a opinião pública ao falar de suposta acordo judicial que impediria o candidato de sair após as 22 horas. Isso é mentira, típica de quem tenta falsear a verdade.

Roberto Góes foi detido sob a acusação estapafúrdia de dificultar as investigações da polícia federal. E só. Bem diferente dos principais líderes do PSB no Amapá, condenadas pelo Supremo Tribunal Federal por compra de votos e por tentar esconder as provas, queimando mais de 15 mil reais na casa de um cachorro, num comitê onde também esteve a hoje candidata Cristina Almeida.

Os adversários mentem ao acusar Roberto Góes de desviar recursos e estão sendo processados para ser responsabilizados judicialmente por seus ataques irresponsáveis e insanos, típicos daqueles que antevêem a derrota nas urnas.

A deputada Cristina Almeida, que vem sendo investigada pelo uso abusivo que fez da chamada verba indenizatória – alugando inclusive um prédio da própria irmã, vai às raias do extremo ao colocar-se como julgadora e impor ao prefeito Roberto 12 condenações que ele nunca respondeu. Roberto Góes não foi indiciado, não possui condenação na justiça por prática de corrupção e, acusado injustamente, vem provando sua inocência nas esferas superiores do poder judiciário.

Por não ter condenações, o prefeito Roberto Góes concorre com todas as suas prerrogativas à reeleição, sendo mentirosa a declaração que tenta imputar ao candidato um pretenso “controle judicial”

O candidato Roberto Góes defende e preza por uma campanha limpa, sem ofensas e com respeito. Não aceitamos mentiras nem injustiças. Deus e o povo são nossos julgadores.

Assessoria de Comunicação
Coligação Construindo e Gerando Empregos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: