As contradições do Ibope: 33% votariam em Roberto e 39% avaliam de ruim a péssimo administração da PMM

As mesmas 602 pessoas ouvidas pelo Ibope, pesquisa divulgada no último sábado 22, cujo percentual de 33% disseram votar em Roberto Góes, que em números reais representa 198 pessoas, também avaliaram a gestão do prefeito e 39% afirmaram que a administração dele é ruim ou péssima, fazendo a prova dos nove daria um universo de 243 entrevistados.

Olhando esses números surge a inevitável pergunta: se 33% dos macapaenses votariam em Roberto Góes não seria natural que o percentual de avaliação fosse positivo? Será então que o mesmo cidadão que vota em Roberto Góes também considera péssima sua administração? Ora, será então que se trata, como diz o ditado popular, de um cidadão-mulher de malandro?

Não! Definitivamente não.  A matemática, quando se trata de política, não é uma ciência exata e pode ser usada de todas as formas: quer um exemplo: pelos números do Ibope podemos afirmar que 56% dos macapaenses, somados os percentuais de ótima, boa e regular, avaliam positivamente o governo de Camilo Capiberibe. Ou simplesmente olhar dados negativos, como fazem seus adversários políticos, e afirmar que 41% da população não aprova esse governo.

Os números do Ibope são estranhos. Mas aguardaremos o dia 7, por que a partir das 17h, quando as urnas se abrirem saberemos com que está a verdade.

Ricardo Santos

Deixe uma resposta