10ª edição do Festcineamazônia premia vencedores e encerra com show internacional

Público lota Teatro Banzeiros para conhecer os vencedores da mostra competitiva e vídeo reportagem ambiental e assistir ao show de Eliakin Rufino e Princezito

Emoções, surpresas e boa música tomaram conta do encerramento da 10ª edição do Festival Latino Americano de Cinema e Vídeo – Festcineamazônia, realizado neste sábado (10), no Teatro Banzeiros em Porto Velho. Além da entrega do troféu Mapinguari para os melhores deste ano, a noite teve homenagem de 10 anos aos criadores do Festcineamazônia e o show musical Brasil/África com Eliakin Rufino e Princezito, direto de Cabo Verde.

Considerado como uma das mais difíceis avaliações devido à qualidade dos 51 curtas-metragens, os oito jurados, cinco da mostra competitiva e outros três da categoria vídeo reportagem ambiental, definiram os vencedores do festival deste ano. Os mais premiados foram os filmes de ficção “L”, de Thais Fujinaga, e “O Casamento de Mário e Fia”, de Paulo Halm. Cada um levou três troféus Mapinguari. O júri popular escolheu como melhor filme a ficção Máscara Negra, de Rene Brasil.

A atriz rondoniense Cristina Lago, ao levar o troféu como melhor atriz pelo papel em “O Casamento de Mário e Fia” se emocionou. “Tenho orgulho de ser rondoniense e vou levar o nome do meu Estado para onde quer que eu vá. Muito obrigado a essa terra que tanto amo”, afirmou. “O Casamento de Mário e Fia” ganhou ainda nas categorias melhor direção e trilha sonora original.

O filme “L” ganhou como o melhor curta-metragem desta edição. O filme conta a história de uma menina chamada Teté, de 11 anos, que odeia seus pés e quando conhece Héctor, um simpático descendente chinês, decide mudar sua aparência. “L” além de melhor filme, levou a estatueta como a melhor ficção e o melhor roteiro.

Ao todo foram 17 vencedores e três menções honrosas para os documentários “Visões da Floresta”, de Vicente Rios, pela beleza da fotografia e importância temática, “Cowboy”, de Tarcisio Lara, pela sua originalidade narrativa e “Awara Nane Putane – Uma Historia Do Cipó”, dirigido por Sérgio de Carvalho, pela riqueza e qualidade da pesquisa e originalidade da abordagem.

Os jurados da mostra competitiva foram a comunicóloga e produtora Samira Pereira, o cineasta Joel Zito Araújo, o ator e roteirista Thoamas Stravos, o produtor cultural Celso Brandão e produtor de cinema Wilsson Austurizag. Os jurados da categoria vídeo reportagem ambiental foram os jornalistas Solano Ferreira, Fred Perillo e o diretor de Cinema, Marcelo Cordeiro Quiroga.

Veja a lista dos vencedores no final da página

Homenagem

Os criadores do Festcineamazônia, Jurandir Costa e Fernanda Kopanakis foram surpreendidos com um vídeo feito pela produção do evento parabenizando pelos 10 anos do festival. “Obrigado ao apoio de todos da produção que há 10 anos nos acompanha, isso tudo só é possível realizar com a ajuda de vocês”, agradeceu o coordenador do festival, Jurandir Costa.

Show

Os músicos Eliakin Rufino e Princezito encerraram a 10ª edição do Festcineamazônia com um show que contagiou o público com músicas dançantes, regionais, africanas e um duelo de poesias.

Princezito, natural de Cabo Verde, é compositor, estudioso das várias vertentes do batuku (gênero musical cabo verdiano) em que aborda a canções tiradas das histórias, contos e provérbios populares. Já Rufino é poeta, cantor, escritor, professor de filosofia, produtor cultural e jornalista. Faz shows de música e poesia, com os quais já vem percorrendo o Brasil e diversos países há mais de 20 anos.

A 10ª edição do Festcineamazônia realizada de 6 a 10 de novembro no Teatro Banzeiros teve o patrocínio do BNDES, Governo Federal, Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural do Centro Técnico Audiovisual – CTAv, Governo de Rondônia através da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia – CAERD e Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Rondônia – UNIR/PROCEA.

Lista dos vencedores

PRÊMIO/CATEGORIA FILME/VIDEO DIREÇAO ESTADO
MELHOR FILME OU VIDEO L THAIS FUJINAGA SP
PREMIO DANNA MERRIL

MELHOR DOCUMENTÁRIO

DI MELO – O IMORRÍVEL ALAN OLIVEIRA E RUBENS PÁSSARO PE
PREMIO MAJOR REIS

MELHOR ANIMACAO

RATTUS RATTUS ZÉ BRANDÃO RJ
PREMIO VITOR HUGO

MELHOR FICÇÃO

L THAIS FUJINAGA SP
PREMIO MANOEL RODRIGUES FERREIRA

MELHOR EXPERIMENTAL

UM DIÁLOGO DE BALLET FILIPE MATZEMBACHER E MÁRCIO REOLON RS
PREMIO CHICO MENDES

MELHOR ROTEIRO

L THAIS FUJINAGA SP
PREMIO MARINA SILVA

MELHOR MONTAGEM

ALISON ZAGO DO FILME A GALINHA QUE BURLOU O SISTEMA SP
PREMIO SILVINO SANTOS MELHOR FOTOGRAFIA AUGUSTO PESSOA DO FILME O PAU DA BANDEIRA PE
PREMIO CAPO (MAURICE CAPOVILLA) – LINGUAGEM ANGELI 24HS DE BETH FORMAGGINI RJ
PREMIO MELHOR DIREÇAO PAULO HALM DO FILME O CASAMENTO DE MARIO FIA RJ
PREMIO MELHOR ATOR RAFAEL RODARTE DO FILME MASCARA NEGRA SP
PREMIO MELHOR ATRIZ CRISTINA LAGO DO FILME O CASAMENTO DE MARIO E FIA RJ
MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL RODRIGO LIMA DO FILME O CASAMENTO DE MÁRIO E FIA RJ
MELHOR REPORTAGEM AMBIENTAL NACIONAL TARTARUGAS DA AMAZÔNIA. PAULO PAIXÃO AM
MELHOR REPORTAGEM AMBIENTAL RONDONIENSE GUARDIÕES DA AMAZÔNIA JEAN CARLA COSTA RO
PREMIO JURI POPULAR PREMIO THIAGO DE MELLO – TROFEU ESPERANÇA MASCARA NEGRA RENE BRASIL SP
PREMIO MENÇÃO HONROSA PARA VISÕES DA FLORESTA DE VICENTE RIOS – DOCUMENTÁRIO. PELA BELEZA DA FOTOGRAFIA E PELA IMPORTÂNCIA TEMÁTICA. GO
MENÇÃO HONROSA PARA COWBOY – DOCUMENTÁRIO. PELA SUA ORIGINALIDADE NARRATIVA. RJ
MENÇÃO HONROSA PARA AWARA NANE PUTANE – UMA HISTORIA DO CIPÓ DE SÉRGIO DE CARVALHO PELA RIQUEZA E QUALIDADE DA PESQUISA E PELA ORIGINALIDADE DA ABORDAGEM AC

www.cineamazonia.com

Rede sociais – Facebook: www.facebook.com/Festcineamazonia e twitter: @cineamazonia

Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição neste link
registra_exibicao.php?id=3779%7C126280%7C987

Deixe uma resposta