Começa a oitava edição do Amazontech em Macapá

Abertura do Amazontech 2012 foi prestigiada por autoridades, representantes de instituições públicas e privadas, dos setores de pesquisa, acadêmico e produtivo

Vanessa Brito, enviada especial de Cuiabá à Macapá (AP)

Macapá será a capital da Amazônia, a partir de hoje (13) até o próximo sábado (17).  O motivo é a realização da oitava edição do Amazontech  em seu território , mais especificamente no Complexo Meio do Mundo,  que abrange o Monumento Marco Zero do Equador, Escola Sambódromo de Artes Populares e Cidade do Samba.

Este é provavelmente o maior evento já realizado na capital do Estado do Amapá. O objetivo  do Amazontech 2012 é igualmente grande e desafiador: apresentar novos rumos para a ciência, inovação, tecnologia e negócios sustentáveis da Amazônia Legal. As instalações onde vão ocorrer as diversas atividades são típicas de um megaevento. A Carta do Amapá será o documento que representará as propostas coletadas ao longo do processo participativo de organização do evento, que percorreu os estados da Amazônia Legal e será encaminhada aos três poderes da República. Este documento será o diferencial político e estratégico em relação às edições anteriores.

O Amazontech 2012 é uma realização do Sebrae Amapá em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Universidade Federal do Amapá (Unifap) e Governo do Estado do Amapá.As edições anteriores foram  do Amazontech realizadas, a partir de 2001 em: Boa Vista (RR); Manaus (AM); Rio Branco (AC); Cuiabá (MT); Belém (PA); São Luis (MA); Palmas (TO).

A  solenidade de abertura,  realizada na noite desta terça terça-feira,  foi concorrida. O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, compareceu acompanhado pela vice-governadora, Dora Nascimento.  Ministros de Estado de várias pastas se fizeram representados no evento.  Entre os presentes estavam:  senador João Alberto Capiberipe; Roberto Simões, presidente do Conselho Deliberativo Nacional do Sebrae Nacional;  Luiz Barretto, presidente do Sebrae Nacional; João Carlos Alvarenga, diretor superintendente do Sebrae AP; Ana Dalva Ferreira, diretora técnica do Sebrae AP; Valdeir Garcia, diretor administrativo financeiro do Sebrae AP; entre outros.

“O Amazontech não é uma feira. É um evento que vai muito mais longe do que isso”, afirmou o diretor superintendente do Sebrae AP. “ A Amazônia se propôs a lutar por inovação, tecnologia e mercado e o Amazontech foi se transformando em um ambiente de discussão de oportunidades para a região.  Uma discussão feita por nós, que vivemos na Amazônia, nós que somos a Amazônia”, ressaltou Alvarenga.

Ele destacou a extensa programação do Amazontech, composta por seminários, palestras magnas, oficinas, capacitações técnicas, eventos estratégicos, lançamentos de publicações, eventos científicos, apresentações culturais, gastronomia, rodadas de negócios, mostra de multimídia, exposições, dia de campo, etc. Todos os espaços do Complexo do Meio Mundo, com 45 mil m² , serão ocupados pelos eventos da programação, que começam às 8h e prosseguem até as 22h. Estima-se que 45 mil pessoas visitarão o evento, até o sábado (17). A entrada é franca.

 

Significado

A oitava edição do Amazontech agradou superintendentes estaduais do Sebrae da Amazônia Legal. “Essa edição do Amazontech no Amapá  é  especial, pois é uma consequência do conceito de sustentabilidade, que as micro e pequenas empresas devem adotar para serem competitivas no mercado globalizado”, afirmou José Guilherme Ribeiro Barbosa, superintendente do Sebrae MT. “. Para as três esferas de governo,  esse evento é uma sinalização de que devem dar atenção especial para tecnologia, considerando que são poucos os centros tecnológicos na Amazônia para dar suporte ao desenvolvimento das micro e pequenas empresas”, ressaltou.

“A grande importância do Amazontech 2012 é dar continuidade ao processo de pesquisa e desenvolvimento tecnológico  na região norte, dando condições aos empresários das micro e pequenas empresas de desenvolver produtos e serviços, aproveitando seu potencial de forma sustentável e lucrativa”, destacou Márcia Rodrigues de Paula, superintende do Sebrae TO.

 

Carta de Macapá

O Amazontech 2012 terá um diferencial político e estratégico em relação às edições anteriores. O Fórum dos Governadores da região amazônica vai ocorrer, durante o evento, e deverá referendar a  Carta do Amapá, que traz propostas  coletadas durante encontros realizados  nas capitais, antes do Amazontech. Esse documento será entregue aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. A ideia é instituir, ainda, uma secretaria do Amazontech para acompanhar o andamento das propostas constantes da Carta de Macapá, segundo Alvarenga

“O Fórum dos Governadores vai coroar o Amazontech. Este é o momento de fortalecer a vocação técnica da Amazônia.  Queremos a Amazônia desenvolvida e autosuficiente”, enfatizou o diretor superintendente do Sebrae AP

Outros dois fóruns também serão realizados, durante o Amazontech 2012: das universidades federais e das secretarias estaduais de meio ambiente da região amazônica.

Deixe uma resposta