Randolfe vai mediar dialogo dos professores com o GEA

A Lei Federal 11.738/2008, Lei do Piso Salarial Profissional Nacional dos Professores, está na raiz do conflito entre o Sindicato dos Professores e o governo do estado desde o inicio do ano. Após uma greve que durou mais de 30 dias e terminou em junho, o dialogo entre as partes ainda não foi retomado.

Através de oficio, o Sinsepeap convidou os três senadores do Amapá para encontro com a diretoria da entidade. Até o momento, apenas o senador Randolfe Rodrigues atendeu à solicitação. Os professores querem uma mediação política junto ao governo, para que as conversas sejam retomadas.

Além do piso, para os professores é urgente convencer o GEA a repor os descontos feitos nos contracheques dos grevistas, relativos à regência de classe. O presidente do sindicato, Aroldo Rabelo, disse que ainda hoje recebe reclamações desses cortes, mesmo com o fim do movimento.

Randolfe ponderou que o fim da greve e do periodo eleitoral sinalizam que esta na hora da retomada das negociações. Assegurou que vai procurar o governador Camilo Capiberibe, uma vez que já fazem 17 dias desde a ultima solicitação de dialogo feita por parte do Sinsepeap. Ele sugeriu que o convite da categoria se estenda aos oito deputados federais, para que a bancada atue em conjunto junto ao GEA na retomada das negociações.

O senador recomendou aos professores que a categoria se empodere do debate sobre o Orçamento do Estado e do Município. Alertou para as artimanhas em curso de superestimar o orçamento, criando falsas expectativas para a sociedade. "Seria importante o sindicato indicar técnicos para acompanhar o debate do orçamento", recomendou.

Márcia Corrêa
(96) 8142-6200

Deixe uma resposta