Rede Norte de Cineclubes realiza ação no Festival Quebramar 2012

A partir de amanhã, 13, acontece no auditório do Museu da Imagem e do Som (MIS-AP) a Ação da Rede Norte de Cineclubes. A programação faz parte das atividades de formação e trocas de tecnologias do Festival Quebramar 2012. Serão dois dias com uma programação composta por Mostras Audiovisuais, Ágoras de Debates, Oficinas, PósTv, germinando um grande Útero audiovisual do que está sendo produzido por diversos tecnólogos sociais, pessoas comuns que realizam no dia-a-dia ações que ajudam na construção da cidade que queremos.

O objetivo do encontro é partilhar processos e percepções em parceria com produtores, grupos, iniciativas culturais públicas e privadas, por meio da articulação, mobilização, capacitação e estímulo às relações de parcerias entre ações cineclubistas que impulsionem o desenvolvimento cultural regional, afirmando a identidade amazônica presente neste recorte territorial, tendo a cultura cineclubista como mola propulsora de diálogos que envolvam as comunidades e permitam a integração da região.

Rede Norte de Cineclubes

Rede Norte de Cineclubes (RNC) é uma rede de pessoas que desenvolvem ações cineclubistas na Amazônia, regido pelo principio de redes sociais distribuída, ou seja, pontos interconectados de pessoas (células) que se organizam a partir de um (ou mais) pontos em comum, e que, fundamentalmente, agem de forma independente, sem hierarquia entre si.

A RNC nasceu em agosto de 2009 na confluência de ideias nos Estados do: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Rondônia, Roraima, Pará e Tocantins. Reunindo em Belém, no encontro Norte do Cine Mais Cultura, durante cinco dias, 30 agentes, que estruturaram um plano de trabalho, que teria a plataforma virtual da rede como espaço e articulação, se tornando ao longo de 2010 e 2011, plataforma referência para o Cine Mais Cultura, recebendo um prêmio pelo Ministério da Cultura pela tecnologia de gestão e fluxo de informação da Rede. Tal articulação só foi possível pelo nível profundo das relações humanas cultivado.

Inscreva-se por meio deste link: http://migre.me/cdlHE

V Edição Festival Quebramar


Realizado pela primeira vez em 2008, o Festival Quebramar vem acompanhando os novos rumos da música brasileira e o destaque de artistas da Região Norte em grandes meios de comunicação culturais no país e de produtores fora dele.

O aquecimento desse cenário é resultado da consolidação de um circuito de grandes festivais na região e, em sua quinta edição mantém o compromisso de trazer ao Amapá as principais discussões sobre a cadeia produtiva cultural do Brasil e do mundo.



O Festival Quebramar 2012 é apresentado pelo Governo do Estado do Amapá, com realização da Casa Fora do Eixo Amapá, Casa Fora do Eixo Amazônia, Universidade Livre Fora do Eixo e Circuito Fora do Eixo. Integrado ao Circuito Amazônico de Festivais Independentes e Rede Brasil de Festivais Independentes. Patrocínio Cultural Hotel IBIS, com o apoio da Biblioteca Elcy Lacerda, Centro de Cultura Franco Amapaense, Museu Sacaca, Universidade Estadual do Amapá, Você Telecom, Fundação Nacional de Artes (Funarte), Ministério da Cultura e Governo Federal.

Abaixo a Programação Completa

13/12 (Quinta-Feira)

Manhã

08:00 h – Mística de Iniciação do Dia

08:30 h – Mística de Apresentação

09:00 h – Apresentação do Estúdio Lâmina, espaço de produção e articulação de arte polimorfa e suas relações com a produção áudio-visual em São Paulo-SP.

10:00 h – Apresentação do mini-doc “Mestres Carpinteiros Navais – Conhecer para valorizar.

11:00 h – Diálogo aberto para trocas de experiências cineclubistas.

12:00 h – Fim do primeiro dia.

14/12 (Sexta-feira)

Manhã

08:00 h – Mística de Iniciação do Dia

08:30 h – Painel “Cineclubando em Rede”

09:30 h – Mostra de Filmes “Patrimônio, Memória e Tecnologia Social em Rede”

10:30 h – Painel “As Praticas Audiovisuais no Amapá”

12:00 h –Mística de Encerramento

Serviço

Ação Rede Norte de Cineclubes

Data: 13 e 14/12

Horário: 8h às 12h

Local: Museu da Imagem e do Som (MIS-AP) – Segundo piso do Teatro das Bacabeiras

Deixe uma resposta