Randolfe Rodrigues confirma candidatura à presidência do Senado

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) começou nesta terça-feira sua campanha pela presidência do Senado Federal. Ontem, a executiva do partido autorizou a candidatura do líder. Randolfe disputará o cargo com Renan Calheiros (PMDB-AL) no dia 1º de fevereiro.

A primeira ação do senador como candidato foi conversar com os colegas. “Desde ontem tentando dialogar com os senadores. Vou conversar com todos, mas quero primeiro pacificar isso em torno dos parlamentares que têm aproximação com nossa identidade”, disse ele, que no domingo viaja a trabalho para São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco e pretende encontrar pessoalmente com alguns senadores. Randolfe e o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) também iniciaram a distribuição de um manifesto aos parlamentares no qual relatam compromissos a serem cumpridos pelo novo presidente.

Randolfe classificou sua candidatura como uma “necessidade”, já que, segundo ele, Calheiros não deve concorrer sozinho. “Isso é uma necessidade. Não podemos, no dia 1º, chegar como se fossemos eleitores da República Velha, com candidato pré-definido e cédula já marcada. Isso é inaceitável, o Senado não pode ter voto de cabresto”, disse.

O líder do Psol também comentou sobre a possibilidade de o partido o lançar como candidato ao governo do Amapá ou à Presidência da República. “Ainda não tenho definido o que faremos em 2014. Alguns companheiros defendem a candidatura à Presidência, outros, ao governo do Estado. E existe a possibilidade de não ser nada também. Eu não defini ainda. Só vou pensar nisso a partir do segundo semestre. Tem uma máxima bíblica que eu sempre adoto: ‘Tudo tem seu tempo debaixo do céu’. Então vamos dar tempo ao tempo”, disse Randolfe.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta