Educa

Delegado é exonerado após criticar mulheres

Delegado Pinho é exonerado após criticar mulheres em rede social / Foto Divulgação
Delegado Pinho é exonerado após criticar mulheres em rede social / Foto Divulgação

O delegado Pedro Paulo Pontes Pinho, da 9ª DP (Catete), zona sul do Rio, foi exonerado hoje (22) do cargo, após criticar colegas policiais no Twitter. Substituído por Monique Vidal (ex-titular da 12ª DP de Copacabana), o policial deixou a delegacia hoje, segundo a assessoria da polícia.

Pinho se explicou e pediu desculpas pela mesma rede social, mas a chefe da Polícia Civil do Estado, Martha Rocha, não voltou atrás na decisão. “Quem for a minha TL [time line] e conferir meus tweets vão verificar que estou falando de forma geral, sem distinção de sexo. Tá até no “masculino”! Se mesmo assim, alguma mulher, especialmente policial, ficou ofendida, minhas sinceras e humildes desculpas”, disse.

O policial, que se identifica no Twitter como “Polícia e Poesia – @Delegado_Pinho”, postou no microblog algumas mensagens que faziam referência à capacidade de mulheres policiais.

“Tenho 14 mulheres no meu efetivo, mas apenas uma, uma apenas, reúne talento, coragem e disposição pra encarar a atividade policial. Se inscrevem num concurso policial como se fosse uma vaga num escritório, só depois se dão conta do salário, plantões, riscos, cobranças..”, disse.

Em nota, a Polícia Civil afirmou que ao tomar conhecimento das declarações do delegado no Twitter decidiu exonerá-lo. “Considerando que o delegado tem dificuldades em gerir os recursos humanos que lhes são disponíveis, a chefe de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, Martha Rocha, decidiu designar a delegada Monique Vidal para ser a nova titular da 9ª DP”, diz.

Martha Rocha também determinou que a Corregedoria Interna da Polícia Civil examine os posts do delegado Pedro Pinho em seu Twitter durante seu horário de trabalho.

A reportagem tentou localizar Pinho, mas ninguém atendeu aos telefonemas na 9ª DP. A assessoria da polícia diz que não tem nenhum contato do policial. (Folhapress)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.