Infecção respiratória de Chávez não evolui de maneira ‘favorável’, diz governo

Educa
Chávez com as filhas. Foto: Divulgação
Chávez com as filhas. Foto: Divulgação

Há uma semana, o governo da Venezuela divulgava as primeiras fotos de Hugo Chávez após passar dois meses internado em Cuba. Dois dias depois, o líder anunciou no Twitter que estava de volta ao país. Na quinta-feira (21/02), no entanto, o governo venezuelano informou que a infecção respiratória de Chávez, surgida após a operação para o tratamento de um câncer, não transcorreu de maneira “favorável” e, por isso, ele segue em tratamento.

Já o tratamento para o câncer segue sem efeitos “adversos significativos”, disse o ministro da Comunicação, Ernesto Villegas, ao ler o primeiro comunicado sobre o estado de saúde do presidente. “A insuficiência respiratória surgida no pós-operatório persiste e sua tendência não foi favorável, por isso continua sendo tratada”, explicou Villegas.

Na mensagem, transmitida obrigatoriamente por rádio e televisão, Villegas assegurou que Chávez “se mantém em comunicação com seus familiares e com a equipe política do Governo e em estreita colaboração com o grupo médico de trabalho”. Ele também agradeceu aos venezuelanos pelas manifestações de amor, alegria e solidariedade.

Desde que retornou à Venezuela, na segunda-feira (18/02), Chávez está internado no Hospital Militar Dr. Carlos Arvelo. O anúncio de sua chegada ao país foi feito por meio da rede social Twitter. “Chegamos de novo à Pátria venezuelana. Obrigado Deus meu!! Obrigado povo amado!! Aqui continuaremos o tratamento”, disse.

Chávez foi hospitalizado em 11 de dezembro em Cuba para tratar de um novo câncer na região pélvica. A cirurgia foi considerada um sucesso, mas o líder precisou permanecer internado para tratar de complicações como a insuficiência respiratória que persiste até agora.

Época Negócios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.