Ataque em cemitério mata 14 no Afeganistão

Em entrevista à ANSA, o comandante Ghalib apontou o Taliban como responsável do ataque. Foto: EFE
Em entrevista à ANSA, o comandante Ghalib apontou o Taliban como responsável do ataque. Foto: EFE

Pelo menos sete mulheres e sete crianças morreram nesta quinta-feira em um atentado no cemitério do povoado de Gulahee, na província oriental de Nangarhar, no Afeganistão. Fontes locais informaram que a explosão atingiu um grupo de pessoas que celebrava o Eid Al-Fitr, cerimônia do fim do Ramadã, e visitava as tumbas de familiares e de membros das forças de segurança afegãs mortos no último ano. A polícia local informou que todas as vítimas eram membros da família de um comandante da milícia filo-governamental.

Em entrevista à ANSA, o comandante Ghalib apontou o Taliban como responsável do ataque. “Muitas mulheres e muitas crianças da minha família morreram. Entre eles, minha mulher, minhas irmãs e outros parentes”, afirmou Ghalib, que no passado atuou como responsável da polícia local e que recentemente passou com a milícia.    “Esse é o fim, se degeneramos nesse tipo de brutalidade e se pessoas inocentes são mortas. Se eles tinham que atacar alguém, aquele alguém era eu, e não os membros da minha família”, disse Ghalib.

Nos últimos dias, a região de Nangarhar foi o cenário de numerosos ataques, entre os quais um realizado contra o consulado indiano de Jalalabad que provocou dezenas de mortos. Até agora, nenhum grupo reivindicou o atentado ao cemitério

ANSA

Extraído: Jornal do Brasil

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.