Educa

Relatório do CNJ mostra que TJAP alcançou resultado máximo de produtividade

O Vice-Presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, Desembargador Dôglas Evangelista, participou na manhã de hoje do lançamento do “Relatório Justiça em Números” e do seminário “A administração da Justiça e a garantia de direitos: Diálogos sobre a eficiência na gestão do Poder Judiciário”, promovidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Durante o evento, que contou com a presença do Presidente do STF e CNJ Ministro Joaquim Barbosa, foi divulgado o Relatório da Pesquisa Justiça em Números 2013, que mostra que o Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) alcançou, em 2012, resultado máximo de produtividade, segundo o Índice de Produtividade Comparada (IPC-Jus).

Uma das principais novidades do relatório Justiça em Números 2013, o IPC-Jus é um índice que compara a produtividade entre tribunais do mesmo ramo e com estruturas similares (pequeno, médio ou grande porte). O novo índice representa um aperfeiçoamento da modelagem do método DEA (do inglês, Data Envelopment Analysis) e estabelece uma relação entre o que foi produzido (denominado output) e os recursos disponíveis para cada tribunal (denominados inputs).

A metodologia compara o resultado otimizado com a produtividade alcançada por cada tribunal. Dessa forma, é possível fornecer dados quantitativos sobre o quanto cada tribunal deve aumentar em sua produtividade para alcançar a fronteira de produção, considerando os recursos que cada um dispõe.

Os cálculos levam em consideração o volume de processos, a força de trabalho, as despesas e os resultados de produtividade obtidos. Na edição de 2013, a metodologia foi aplicada aos tribunais da Justiça Estadual e da Justiça Federal.

Fonte: Agência CNJ de Notícias

Siga-nos no Twitter: @Tjap_oficial

Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá

YouTube: TJAP Notícias

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.