Educa

Ijoma executa parceria com Hospital de Câncer de Barretos

Foi discutida a demanda que o Estado possui, e o que a Casa de Apoio e o Hospital Barretos podem fazer para amenizar a situação do câncer no Amapá

Esteve na manhã desta sexta-feira, 6, em Macapá, o professor Dr. Raphael Luiz Haikel Junior, do Hospital de Câncer de Barretos. A visita teve como objetivo a discussão dos assuntos referentes à parceira com o Intituto do Câncer Joel Magalhães (Ijoma) no sentido de ajudar a instituição com treinamentos e leitura dos exames executados no prédio.

Na reunião estiveram presentes, toda a diretoria do instituto, funcionários, voluntários, e o jornalista César Bernardo, (paciente e voluntário no Ijoma).

Foi discutida a demanda que o Estado possui e o que a Casa de Apoio e o Hospital Barretos podem fazer para amenizar a situação do câncer no Amapá.

IJOMA
O Instituto trabalha atualmente com a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer. São psicólogos, clínicos gerais, psiquiatras, técnicos em enfermagem e um odontólogo especializado em estomatologia, dr. Elvys Cunha, que cuidam da prevenção dos pacientes que procuram a casa.

Atualmente a instituição executa serviços de odontologia (prevenção câncer de boca), exames de papanicolau (PCCU), atendimento psicológico e assistência social, além de oferecer apartamentos para pacientes do interior, que ficam alojados nas dependências do instituo. Tudo para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer. “Com a falta de recursos, o que podemos oferecer atualmente para ajudar a população é essa prevenção, essa informação, de que quem previne e descobre o câncer com antecedência ainda tem uma chance de cura e de vida”, comentou o diretor geral do IJOMA, Harlan Aguiar.

No Amapá
O caos atual na saúde do Estado é aparentemente visto, principalmente no tratamento de pacientes diagnosticados com câncer. O Amapá não possui hospital especializado na área. Tem apenas uma unidade de tratamento, a UNACON e duas clínicas particulares para atender a grande demanda.

Para o diretor do IJOMA, outro ponto agravante nesse tipo de tratamento é a falta de pessoal especializado. “São apenas dois patologistas, seis urologistas, um especialista em estomatologia e seis médicos oncológicos para atender uma população de cerca de 450 mil habitantes. Aqui no Estado a estrutura hospitalar é precária nos hospitais, faltam medicamentos básicos como Tramal, Plazil, entre outros problemas que os pacientes enfrentam na hora que procuram a rede pública de saúde. Precisamos de ajuda, o Amapá está doente, desabafa.

No interior a situação é muito mais agravante que na capital. “Por falta de ambulâncias, pacientes são obrigados a fretar táxis para vir à cidade, fazer tratamento de urgência”, denuncia padre Paulo.

O paciente César Bernardo, indignado com a situação que vivencia e sem poder contar com a ajuda da saúde pública, explicou como é difícil o tratamento aqui e quanto gasta em média para fazê-lo. “Fui diagnosticado com a doença e sei como é o trauma das pessoas que vivenciam essa realidade. Para ter uma ideia, um remédio que compro custa R$ 278 para tratamento em oito dias, R$ 198 me cobram para limpar o meu Port-O-Card, Simbalca, remédio que preciso, não tem nas farmácias, entre outros gastos. Agora imagine as pessoas que não possuem condições mínimas para fazerem esse tratamento. Ficam a mercê da própria sorte. Contamos com essa ajuda de vocês de Barretos para tentar minimizar o sofrimento de tantos aqui do Amapá.”

Pacientes até desistem de fazer o tratamento aqui no Estado. “Estou preparado para partir em paz. Frase de um amigo diagnosticado com câncer”, disse César.

A Ajuda
De acordo com Raphael, o Hospital irá disponibilizar toda infraestrutura para dar treinamento aos profissionais do IJOMA. “Iremos oferecer todo o treinamento que vai desde a área jurídica os atendimentos que o IJOMA faz no momento. Os exames de Papanicolau por exemplo, faremos a leitura gratuitamente para ajudar a instituição. Esse é o início de uma grande parceira que oferecemos ao instituto”.

Norteados pelo princípio da qualidade de vida e da humanização no atendimento, o Hospital de Barretos possui excelência no tratamento e prevenção ao câncer. Seu hospital central fica localizado Barretos (SP), além de Jales, Fernandópoles, São Judas Tadeu, Campo Grande, Porto Velho (RO) e Juazeiro (BA).

Rafhael é cirurgião, treinado em Barretos (SP) e especialista em Mastologia (mama). “Iniciei minha trajetória em Barretos no ano de 2000, com a ideia de prevenção através das carretas ambulatoriais, na época ônibus. Viajei 11 anos dentro de uma carreta fazendo atendimentos. Passados os anos com a experiência adquirida, comecei a fazer os projetos delas. Agora, como no hospital temos uma fábrica que produz essas carretas, meu papel, além de outras atribuições é projetá-las e dar manutenção administrativa em todas as unidades móveis.” O médico fica no Amapá até domingo,8.

Doações
Instituto de Câncer Joel Magalhães – IJOMA
Avenida Doutor Silas Salgado, nº 3586 – Alvorada
CEP. 68.901-346
Contatos: (96) 9191-6270 / 3222-5675

Assessoria: Marcio Bezerra (9120-1655)
Fotos: Marcio Bezerra/IJOMA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.