Educa

Paramount é o primeiro estúdio de Hollywood a abandonar filmes em película

a comédia ‘Tudo Por um Furo’ (Anchorman 2: The Legend Continues) foi o último filme a ser lançado com cópias em 35 mm.
a comédia ‘Tudo Por um Furo’ (Anchorman 2: The Legend Continues) foi o último filme a ser lançado com cópias em 35 mm.

A Paramount Pictures tomou a decisão histórica de abandonar a distribuição de filmes em película, segundo o Los Angeles Times. Este é o primeiro grande estúdio de Hollywood a optar exclusivamente pelo formato digital.

O indicado ao Oscar ‘O Lobo de Wall Street’, com Leonardo DiCaprio, foi o primeiro filme da companhia a ser distribuído apenas em cópias digitais, embora tenha sido parcialmente rodado em película 35 milímetros. Isso já ocorreu antes, mas apenas com pequenos filmes, especialmente documentários.

O estúdio recentemente anunciou que a comédia ‘Tudo Por um Furo’ (Anchorman 2: The Legend Continues) foi o último filme a ser lançado com cópias em 35 mm.

“É muito significativo, porque a Paramount é o primeiro estúdio a fazer essa diretriz conhecida”, declarou Jan-Christopher Horak, diretor do Arquivo UCLA de Cinema e Televisão. “Por 120 anos, a película com a bitola 35 mm foi a principal escolha de formato para apresentações cinematográficas. Agora, estamos vendo o fim disso. Não me choca que isso tenha acontecido, mas sim a rapidez em que aconteceu.”

Mesmo assim, a informação ainda não foi confirmada pelo estúdio, pois a decisão tem sido mantida em sigilo do público até agora.

A opção da Paramount foi encarada como o primeiro passo para uma mudança geral. Os outros grandes estúdios norte-americanos devem seguir o exemplo no futuro, de tal forma que filmes em película podem desaparecer dos EUA até antes de 2015.

A Fox mandou cartas aos cinemas em 2011, afirmando que pararia de distribuir cópias em película “dentro de um ou dois anos.” Redes de cinema receberam um comunicado semelhante da Disney.

A escolha tem razões financeiras óbvias: cópias em 35 mm podem custar até US$ 2 mil cada uma, enquanto um disco com o vídeo digitalizado normalmente custa menos de US$ 100.

A Paramount continuará disponibilizando cópias de filmes em película para regiões que ainda têm cinemas que utilizam o formato, como a América Latina.

No entanto, ainda restam cinemas em pequenas cidades dos EUA sem os projetores digitais, que custam aproximadamente US$ 70 mil. São mais de mil cinemas, metade deles independentes, que correm o risco de fechar as portas. Alguns estão até pedindo doações dos cidadãos para arcar com os custos do equipamento.

Cine Pop 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.