Nova empresa de Coleta de Lixo inicia serviços neste sábado 01 de fevereiro

O novo sistema de coleta de lixo da Prefeitura Macapá inicia neste sábado, 1º de fevereiro. A empresa TerraPlena, vencedora da licitação, será a responsável pela gestão integrada de manutenção urbanística na capital e distritos. Cerca de 340 funcionários atuarão na limpeza da cidade. Por determinação da Prefeitura de Macapá, a empresa vai realizar a coleta de lixo e mais 26 serviços na capital e distritos, totalizando 27 itens, que incluem limpeza em áreas de ressaca e a coleta de lixo nos distritos de Macapá, que nunca receberam o serviço de forma regular.

De acordo com o secretário Municipal de Manutenção Urbanística, José Mont`Alverne, a nova empresa vem agregar ainda mais serviços, com menos custos, o que possibilitará um salto na qualidade da limpeza da cidade. “No contrato antigo, com a empresa Clean, que encerrou no último dia 31 de janeiro, estavam previstos 11 serviços, os quais nem todos eram cumpridos. Mesmo assim, a Prefeitura de Macapá tinha de desembolsar mais de R$ 2 milhões mensais, uma média de R$ 190 mil por serviço”, explicou o gestor.

Mont`Alverne disse que no atual contrato todos os serviços ofertados passaram por estudo prévio e receberão acompanhamento, além de serem pagos por produção. “O total sai um pouco mais de R$ 2 milhões mensais, com média de R$ 86 mil por serviço. Ou seja, mais serviços para população, mais gestão sobre as atividades prestadas e melhor eficiência”, ponderou.

Conheça os serviços de conservação urbana previstos no contrato

Coleta e transporte de resíduos sólidos será um dos principais serviços que a nova empresa contratada pela PMM vai realizar. No novo contrato, doze caminhões coletores 0km realizarão a coleta porta a porta, ou seja, não haverá o acúmulo de lixo previamente realizado pelos garis para que depois o caminhão passe coletando. A coleta será feita das lixeiras para o caminhão evitando que cães e urubus rasguem os sacos e espalhem o lixo nas ruas.

Coleta nos Distritos

Os distritos de Macapá também passarão a ter coleta regular, com garis locais e caminhões que farão o recolhimento do lixo. No caso da região do Bailique, uma balsa de 40 toneladas será utilizada para o transporte até Macapá.

Áreas de difícil acesso

Já a coleta em áreas de ressaca terá atenção especial. O contrato prevê a utilização de equipe especializada para a coleta que será realizada também porta a porta com carrinhos de mão e com micro tratores que possibilitarão o acesso em áreas com dificuldade de trânsito de caminhões.

Grandes ações de limpeza nessas áreas já estão sendo planejadas com a entrada de mutirões em parceria com a comunidade, buscando remover o lixo que já se encontra acumulado. Essas ações ocorrerão nos finais de semana e contarão com a participação dos Delegados do Povo na definição de prioridades e na mobilização da comunidade.

Paralelamente a isso, equipes de educação ambiental farão a orientação e a sensibilização dos moradores para que acondicionem o lixo de forma correta e o destine para a coleta nos dias e horários previamente divulgados.

Coleta Seletiva

Com um caminhão específico para a coleta diferenciada de materiais recicláveis em dias e horários alternativos. A equipe de educação ambiental da nova empresa, com a Secretaria de Manutenção Urbanística (Semur) já estão redefinindo um novo calendário para implantação do serviço. Com isso, será reduzida a quantidade de resíduos direcionados para o aterro sanitário, dando condições aos catadores (carapirás), que atuam na área do aterro de Macapá, obterem renda com a comercialização do material recolhido.

Coleta e transporte do entulho

Atualmente a PMM tem um contrato específico para a realização desse serviço. Após estudo técnico para a elaboração do Edital, concluiu-se que esse serviço deveria estar nos serviços globais de conservação urbanística por impactar diretamente no aspecto visual e sanitário da cidade. Com a inclusão dos serviços no novo contrato, o controle para pagamento será em metros cúbicos, o que possibilita um maior rendimento dos recursos municipais.

A varrição manual de vias públicas e logradouros serão estabelecidos em vias de grande circulação e logradouros previamente definidos pelo planejamento operacional da Semur. A forma de pagamento do serviço será por quilômetro de vias efetivamente varridas. Após os primeiros serviços de varrição, será feita a raspagem de linhas d’água com a posterior pintura de meio-fio.

Feiras e mercados com atendimento diferenciado

As equipes de limpeza de feiras livres, mercados e logradouros serão diferenciadas e atuarão com equipes permanentes e outra volante, para ações mais pontuais. Os locais passarão por lavagem, realizada por caminhão pipa, pelo menos uma vez por semana. Ainda serão disponibilizados containeres para os resíduos produzidos especificamente pelos feirantes.

Equipe padrão para serviços diversos nos Distritos do Município

Além dos garis que serão contratados nos distritos para realizarem a coleta e a manutenção de logradouros, o novo contrato prevê uma equipe volante que fará ações de limpeza planejadas e agendadas com as comunidades. Esse serviço será reforçado com os equipamentos previstos no contrato, como: caçambas, embarcações e máquinas pesadas, como: pás carregadeiras e retroescavadeiras.

Equipe padrão para limpeza e manutenção de cemitérios

O novo contrato prevê uma equipe específica para a manutenção das áreas comuns de todos os cemitérios pertencentes ao município, incluindo ações nos cemitérios localizados em alguns distritos. Para um reordenamento e maior controle dos cemitérios, a Semur realizará recadastramento de titularidade de lotes, que iniciará no mês de fevereiro, em todos os cemitérios, para responsabilizar os titulares de lotes e jazigos a também realizarem a manutenção e a adequação dentro do que estabelece a legislação municipal.

Fornecimento, instalação e manutenção de lixeiras

Os logradouros públicos, assim como vias de muito trânsito de pedestres, serão providos de lixeiras instaladas em pontos estratégicos, para que o cidadão possa descartar os pequenos resíduos produzidos em via pública, como: latas de refrigerantes, embalagens de plástico e papel, etc. Com isso, os serviços de varrição poderão ser melhor empregados obtendo um rendimento maior e consequentemente, um custo menor ao município.

Limpeza do Sistema de drenagem

Um serviço diferenciado que consiste na limpeza de redes de drenagem por hidrojateamento, desobstrução de redes, poços de visita, bocas de lobo, valas, canais e bocas de canais. Anteriormente o serviço era realizado por equipe própria da Secretaria Municipal de Obras (Semob) com muita dificuldade, devido à demanda. Com esses serviços a PMM está buscando a diminuição dos problemas de alagamentos que ocorrem em todos os invernos. Com o sistema de drenagem as águas das chuvas escoam com mais facilidade para os canais naturais que desembocam no Rio Amazonas.

Ação para os primeiros 90 dias

1- No primeiro momento essa é a prioridade da Prefeitura de Macapá. A regularização da coleta será feita com toda a força operacional da empresa. Utilizando todos os caminhões coletores, cumprindo ainda nesse momento o roteiro atual. Após a regularização, um novo roteiro de coleta será informado para que a população tome conhecimento e passe a colocar o lixo domiciliar nos dias e horários anunciados para cada setor.

2- A varrição de vias públicas, capina e pintura de meio fio iniciará em vias de grande circulação no centro da cidade e em toda a orla. Em seguida, o trabalho se estenderá as outras áreas.

3- Desobstrução de galerias e limpeza de bocas de canais e poços de visita com o apoio da Defesa Civil Municipal e o mapeamento dos pontos mais críticos, iniciará nas áreas que já apresentaram problemas com as primeiras chuvas do ano. Araxá, Pedrinhas, Muca e Laguinho.

4 – Limpeza das praças com serviços que iniciarão nos locais em piores condições, como: Praça Chico Noé, Arena do Renascer, Arena do Pantanal e se estenderão por todas as praças da cidade.

5- Ação de limpeza em áreas de ressaca iniciará na área do Bairro do Muca com a limpeza da Passarela Eça de Queiroz, e seguirá na programação realizada pela SEMUR/Terraplena e Delegados do Povo.

Lílian Guimarães – Asscom PMM

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.