Aedes Egypti modificado pode combater a Dengue no Brasil

Apesar dessa liberação, a organização vai fazer o controle para que o Aedes Albopictus não controle o nicho deixado pela supressão do Aedes Egypti. Foto: Reprodução
Apesar dessa liberação, a organização vai fazer o controle para que o Aedes Albopictus não controle o nicho deixado pela supressão do Aedes Egypti. Foto: Reprodução

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio)  aprovou nesta quinta-feira a comercialização da linhagem  OX513A  do Aedes Egypti, um mosquito modificado que ajuda no combate à Dengue.

A tecnologia insere dois genes que, após a procriação destes mosquitos o filho não consegue chegar à fase adulta. Com essa modificação, o mosquito torna-se visível através de uma luz, isso ajuda no controle dos insetos, evitando a proliferação do inseto.

Apesar dessa liberação, a organização vai fazer o controle para que o Aedes Albopictus não controle o nicho deixado pela supressão do Aedes Egypti.  “Toda tecnologia nova precisa de um acompanhamento constante”, explicou o representante do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação na CTNBio, Ruy Caldas,  declaração página oficial do ministério da Ciência e Tecnologia.

Um levantamento do ministério da Saúde apontou que 321 cidades estão em situação de risco e outras 725 com epidemia de Dengue.  Em 2013, cerca de 1,5 milhão de casos da doença foram registrados. Como não há uma vacina contra, essa é a medida mais eficaz para controlar a população deste mosquito e evitar que a contaminação.

Terra

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.