Baiuca

Dnit controla o tráfego de veículos pesados na ponte do Rio Vila Nova a partir deste sábado

Uma reunião ocorrida na manhã desta sexta-feira, 11, na Secretaria de Estado dos Transportes (Setrap), definiu que, a partir deste sábado, 12, veículos com carga acima de 8,2 toneladas estarão impedidos de trafegar na ponte de madeira do Rio Vila Nova, no trecho que dá acesso ao município de Laranjal do Jari. A estrutura se encontra comprometida com fissuras e falta de alinhamento com risco de provocar acidentes. O tráfego de carga acima de 8,2 toneladas só poderá ser feito de barco ou de navio.

Do encontro, participaram representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Amapá (Dnit), responsável pela ponte, membros da empresa Etecon e o diretor de Transportes da Setrap, Antônio Carlos Santos.

Também ficou decidido que veículos e pessoas serão transportados de balsa durante o tempo em que a ponte estiver interditada para reforma. Para isso, deverá ser construída uma rampa de acesso em concreto na faixa de domínio pertencente ao Dnit para facilitar a travessia, o que deve acontecer nos próximos dias.

Uma passarela com iluminação também será providenciada exclusivamente para o tráfego de pessoas, que não poderão ficar dentro do veículo durante a passagem na ponte.

Uma das principais razões para abalar a estrutura da ponte do Rio Vila Nova é o tráfego de veículos com velocidade acima da permitida que é de 20 km/h, explicou o diretor de Transportes da Setrap. "Durante as fiscalizações identificamos a passagem de carros com mais de 40 km por hora. Sem falar nos veículos pesados, que contribuem para abalar a estrutura", afirmou Antônio Carlos.

Por esse motivo, o Dnit oficiou à Polícia Rodoviária Federal do Amapá (PRF) para que auxilie na fiscalização, juntamente com agentes da Setrap, a passagem de veículos com velocidade e tonelagem acima da capacidade permitida.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.