Cineasta Michael Glawogger morre de malária durante filmagens na África

O cineastra trabalhava em um documentário ainda sem título, iniciado em dezembro do ano passado

 Ainda não há informações sobre uma possível continuidade do projeto. Foto: AFP
Ainda não há informações sobre uma possível continuidade do projeto. Foto: AFP

O cineasta Michael Glawogger morreu na madrugada desta quarta (23), aos 54 anos. O austríaco estava na Libéria para filmar um documentário sobre o país africano, quando contraiu malária.

Famoso por fazer documentários que retratam a pobreza e as condições subhumanas que algumas pessoas são submetidas, Glawogger reune trabalhou como “Workingman’s Death”, “Megacities” e “Whores’ Glory”.

O cineastra trabalhava em um documentário ainda sem título, iniciado em dezembro do ano passado, e pretendia passar por vários países. Segundo ele, o filme “faria um retrato do mundo como pode ser feito se a pessoa não segue nenhum tema, meta ou conceito pré-estabelecido”. A ideia era que o autor fosse apenas guiado por sua curiosidade e intuição.

 Ainda não há informações sobre uma possível continuidade do projeto.

Correio da Bahia

Deixe uma resposta