Educa

Justiça manda prender Luciano Marba e mais três acusados de corrupção

Assim que forem presos, os acusados serão encaminhados ao IAPEN

O juiz Matias Pires Neto, da 4ª Vara Criminal da Comarca de Macapá, expediu, nesta quinta-feira, 15 – a pedido do Ministério Público do Estado (MPE) -, mandado de prisão contra o empresário Luciano Marba e mais três pessoas que respondem pelo crime de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e fraude em licitação.

Somente Ademar Barbosa da Silva, sócio minoritário de Marba na empresa LMS, foi preso até o momento. Por não ter sido encontrado na residência declarada no processo como seu domicílio, o dono da LMS foi considerado foragido da Justiça.

Marba é acusado pelo MPE de comandar uma máfia que teria fraudado a licitação para contratação de segurança patrimonial na Secretaria de Estado da Educação (Seed). Segundo o MPE, a organização criminosa usava de expedientes como suborno, chantagem e extorsão de servidores estaduais para conseguir e manter-se em contrato de prestação de serviços com a Secretaria.

MZ Portal

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.