GEA fortalece cooperação com Instituto de Desenvolvimento e Pesquisa da França

Na tarde desta terça-feira, 24, o governador Camilo Capiberibe participou do enceramento de restituição do Projeto GuyAmapá. Durante o evento, o governador assinou o Termo de Cooperação Técnica e o Protocolo de Intenções com o Instituto de Desenvolvimento e Pesquisa da França (IRD).

O Termo propõe a integração de esforços entre o Instituto de Pesquisas Tecnologicas do Amapá (IEPA) e o IRD para execução do projeto Observação por Satélite do Meio Ambiente Transfronteiriço – (OSE GuyAmapá). Além disso, a proposta da cooperação fortalece o desenvolvimento conjunto de atividades relativas aos temas de interesses contemplados e promovidos pelo OSE GuyAmapá.

Para o presidente do IRD, Frederic Huynh, o Amapá mantém um grande território de florestas, e o objetivo é aperfeiçoar métodos reproduzíveis para acompanhar, no tempo, o estado de cada uma. "Cooperar com o Brasil, que dispõe de ferramentas muito avançadas para acompanhar as florestas por teledetecção, o Amapá se mostra estratégico e rico em biodiversidade. Assim iremos ampliar as pesquisas tecnológicas e manter a cooperação alinhada entre os países", ressaltou.

A atuação do IEPA é de apoiar na coordenação geral e na operacionalização dos grupos de trabalho que envolve integrantes de várias instituições da Guiana Francesa, Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Embrapa, ICMBio Parna Cabo Orange, Unifap, Pescap, Sema, Lacen, Colônia de Pescadores – Zona 03 do município de Oiapoque, Ministério da Pesca e Aquicultura.

O governador Camilo Capiberibe disse que a cooperação técnica com o IRD e a continuação do GuyAmapá caracteriza o desenvolvimento das políticas de pesquisas e a credibilidade do Governo do Amapá com as instituições de pesquisas da França. "O projeto representa a estruturação de uma proposta de cooperação entre a Guiana Francesa e Brasil, representa o desenvolvimento do setor de pesquisa que expõe a expansão de conhecimento e de desafios que fomentam o progresso do Estado. Estamos sempre dispostos a incentivar e colaborar com os institutos de pesquisas francesas", avaliou.

O OSE Guyamapa preconiza a criação de um sistema de monitoramento por satélite das alterações ambientais da bacia do Oiapoque. O sistema vai permitir a elaboração de referenciais comuns com construção de indicadores úteis aos tomadores de decisão responsáveis pelo monitoramento e proteção do patrimônio natural da região. Dessa forma, vai atender a gestão e o manejo ambiental, em cooperação e em perspectiva compartilhada, que vai possibilitar o desenvolvimento sustentável da região.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.