Educa

Morre o ator Eli Wallach, aos 98 anos

Ator ficou marcado por personagens interpretados em dois ícones do faroeste: Três Homens em Conflito e Sete Homens e um Destino.

Eli Wallach (à esqueda) ao lado de Clint Eastwood em cena de Três Homens em Conflito (1966). Foto: Reprodução
Eli Wallach (à esqueda) ao lado de Clint Eastwood em cena de Três Homens em Conflito (1966). Foto: Reprodução

Faleceu ontem, aos 98 anos, o ator Eli Wallach. Com mais de 150 filmes e séries de TV no currículo, ele era um dos últimos remanescentes da era de ouro do faroeste no cinema. Sua carreira ficou marcada por dois papéis que interpretou em ícones do gênero: Três Homens em Conflito (onde arriscou a própria vida para rodar uma cena) e Sete Homens e um Destino.

Após servir como médico durante a Segunda Guerra Mundial, Wallach retornou a Nova York e conseguiu seu primeiro papel na Broadway em 1945. Foi no teatro que sua carreira decolou, tendo ganho o prêmio Tony em 1951, por sua atuação em A Rosa Tatuada. A transição para o cinema veio cinco anos depois, através de um convite do diretor Elia Kazan para atuar em Boneca de Carne. Ele foi indicado ao Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante pelo papel.

Ao longo de mais de cinco décadas nas telonas, Wallach atuou em diversos filmes importantes: O Poderoso Chefão 3Os DesajustadosComo Roubar um Milhão de Dólares e A Conquista do Oeste foram alguns deles. Seu último trabalho foi em Wall Street – O Dinheiro Nunca Dorme, lançado em 2010.

Wallach também trabalhou bastante na televisão, tendo sido um dos intérpretes de Mr. Freeze na cultuada série do Batman exibida nos anos 1960. Ele fez diversos telefilmes e marcou presença em participações especiais nas séries Plantão Médico e Nurse Jackie. Em reconhecimento à sua carreira, em 2011 a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas lhe concedeu um Oscar honorário.

Adoro Cinema

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.