Educa

Comunidade prestigia abertura da exposição de 237 anos da Festa de São Tiago

A dança do vominê, manifestação que reproduz a comemoração da hegemonia dos cristãos após a consolidação sobre os mouros, na batalha de São Tiago, marcou a abertura da exposição "Memorial 237 Anos da Festa de São Tiago", na Vila de Mazagão Velho. A mostra reúne, no Museu de Mazagão Velho, imagens, artefatos e indumentárias que contam a história da Festa de São Tiago ao longo dos 237 anos de tradição.

A exposição coordenada pela Secretaria de Estado do Turismo (Setur), em parceria com a direção da Associação Cultural da Festa de São Tiago, conta com o trabalho fotográfico do jornalista Max Gabriel da Silva Penha, que destacou em suas lentes personagens e passagens importantes de uma história de fé e tradição de uma das maiores festas religiosas do Amapá, que ocorre desde 1777.

Este é o primeiro ano em que a comunidade ganha um espaço totalmente dedicado à memória da história da festa. O acervo conta com mais dez painéis com imagens e informações sobre o significado de cada figura e momentos de uma festa que já ocorre há 237 anos.

Para o presidente da Associação Cultural da Festa de São Tiago, André Jacarandá, a oportunidade é única. "Muito satisfeito ao ver a nossa história sendo ainda mais valorizada com esse espaço", disse o líder comunitário.

Um passeio pelo ambiente e o estudante Jorge Nunes se deparou com a roupa utilizada por ele quando representou a figura de São Tiago, em 2012. O jovem não escondeu a felicidade. "Essa exposição fortalece ainda mais a cultura do meu povo", comentou.

Pertencente a uma das famílias tradicionais de Mazagão Velho, o autor das fotografias fez questão de visitar o espaço e registrar o momento ao lado de suas imagens. Gabriel Penha não poupou elogios e disse estar satisfeito com o resultado do trabalho.

A exposição também reserva espaço para homenagens àqueles que fizeram parte da história da Festa de São Tiago. A aposentada Maria José Aires ficou emocionada ao ver a imagem de seu pai, Washington Elias dos Santos, conhecido como "Seu Vavá", exposta em um dos painéis. O desbravador é lembrado como o eterno narrador da batalha de São Tiago. "Muita linda a homenagem", enfatizou Maria Aires.

A mostra ficará aberta no período de 22 a 28 de julho no Museu de Mazagão Velho, localizado atrás da Igreja Nossa Senhora da Assunção, no horário das 16h às 21h.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.