Educa

Em palestra a mais de 400 servidores, Balestreri defende polícia de proximidade

A Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por intermédio da Escola de Administração Pública (EAP), realizou na tarde de quinta-feira, 11, uma palestra com o ex-secretário nacional de Segurança Pública e ex-presidente da Seção Brasileira de Anistia Internacional, professor Ricardo Balestreri. O evento ocorreu no auditório do Sebrae.

A palestra faz parte dos Seminários Integrados e foi direcionada a mais de 400 servidores da segurança pública do Amapá. A capacitação visou contribuir com a troca de experiência, conhecimento e reflexão entre os operadores do Sistema de Segurança Pública, fundamentais à formação humanística do servidor, objetivando uma segurança cidadã e comunitária.

Ricardo Balestreri contou sua trajetória profissional e discorreu sobre a temática "Os Desafios à Segurança no Brasil e o papel do Amapá". Ele ressaltou que os agentes da segurança pública, além de formadores de opinião, são agentes de transformação da sociedade. Para tanto, os servidores, na ocasião em que fossem efetivados, deveriam ter um primeiro momento de formação motivacional.

Tal questionamento, segundo o professor, irá servir para que o agente da segurança entenda a importância e o que ele representa para a sociedade, a liderança que assume frente à comunidade e de que forma esse profissional ajuda nos demais segmentos da sociedade.

"O agente da segurança pública não passa pela sociedade sem ser percebido. Ele é o arquétipo que pode destruir ou construir uma sociedade. A dignidade do servidor não se paga somente com salário ou equipamento, mas o que carrega, uma multidão, pela liderança que assume. Quem tem autoridade simbólica para os agentes da segurança é a sociedade, e é por ela que vocês trabalham. Quando assumi os cargos que galguei, canalizei a missão de servir e me aproximar da comunidade. Por isso, sempre digo que meia dúzia de policiais apaixonados pela profissão e bem preparados transforma toda uma comunidade, e esse trabalho vem gerando resultados no Amapá com a implantação das UPCs", comentou.

Para os servidores, palestras como essa são fundamentais na formação de qualquer agente da segurança pública, seja ele policial militar, civil, bombeiro ou agente penitenciário.

Balestreri finalizou seu discurso ressaltando a relevância de se investir na segurança pública.
"Nós seguramente vivemos num país onde, por ano, morre um número de pessoas similar ao número de habitantes de uma cidade de médio porte e esse número de gente que morre, por ano, morre desnecessariamente, morre sem precisar morrer, como produto de uma cultura profundamente violenta que está enraizada no país. O nosso Brasil, infelizmente, não é um país pacífico, mas é um país ainda muito passivo em relação ao fenômeno da violência. Nós reagimos pouco em relação à violência. Não pode haver desenvolvimento nacional onde não há segurança pública e se não se investir mais em segurança pública", concluiu.

Estiveram presentes no evento autoridades da segurança pública e alunos dos cursos de Aperfeiçoamento de Sargento e de Formação de Cabos, bem como integrantes do recém-criado Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual e demais alunos dos seminários.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.