Audiências esclarecem mudanças no atendimento às pessoas com HIV e Aids

A Coordenação Estadual de DST/Aids e Hepatites Virais realizará audiências públicas nos principais municípios amapaenses com o objetivo de esclarecer a sociedade sobre as mudanças de paradigma no atendimento às pessoas que vivem com HIV e Aids.

A primeira audiência ocorrerá nesta sexta-feira, 5, na Câmara dos Vereadores de Macapá, onde serão discutidos a assistência, tratamento e prevenção do vírus. Uma dessas mudanças, que já ocorre com a nova política de saúde do Governo Federal, é a descentralização do atendimento para a atenção primária, ou seja, o atendimento ocorrerá nas Unidades Básicas de Saúde.

Segundo a coordenadora do programa DST/Aids no Estado, Sílvia Maués, outra mudança que será esclarecida nas audiências públicas é quanto ao protocolo do Ministério da Saúde que determina, desde o início deste ano, que assim que a pessoa for diagnosticada com o vírus, poderá iniciar o tratamento imediato na rede pública, com os medicamentos, independente de apresentar sintomas ou não.

O antigo protocolo de tratamento do Sistema Único de Saúde (SUS) não previa o uso de medicamentos no momento em que a pessoa contraía o vírus. Considerava que, embora um indivíduo estivesse infectado, os sintomas da Aids não se manifestariam de imediato.

1º de dezembro

Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids: essa foi uma decisão da Assembleia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids.

A escolha dessa data seguiu a critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministro da Saúde.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.