Ouça "Episódio 52 - Notícias da Amazônia ao vivo com Lívia Almeida" no Spreaker.

Santana já disponibiliza de atendimento à mulher e à família através do Camuf

O município de Santana já disponibiliza atendimento diferenciado aos casos de violência doméstica, através do Centro de Atendimento à Mulher e à Família (Camuf), inaugurado na última segunda-feira, 15.

Segundo a secretária de Politicas Públicas para as Mulheres, Lucy Tavares, o objetivo do Centro é oferecer atendimento mais humanizado onde irá atender a mulher, mas também ao homem agressor e principalmente aos filhos que estão no meio do conflito. "Esse é o compromisso do Governo do Estado com as políticas de gênero, onde a mulher e a família em geral ganharam atenção especial", disse a secretária.

A representante do governo, deputada Cristina Almeida, reiterou o compromisso com as politicas de gênero, lembrando-se da parceria com as mulheres escalpeladas que receberam cirurgias reparadoras, maternidade da mulher, entre outras.

De acordo com o secretário de Justiça e de Segurança Pública, Nixon Kenedy Monteiro, os dados estatísticos no Brasil são assustadores. A cada 17 minutos uma mulher é estuprada e a cada 10 minutos acontece um homicídio. "As polícias precisam ser mais bem preparadas para atender casos envolvendo violência doméstica", enfatizou.

O secretário disse também que o Amapá saiu na frente com o curso que capacitou policiais militares e civis para realizar esse tipo de abordagem, oferecido pela SEPM, Sejusp e Ueap no meio do ano.

O Camuf Santana será coordenado por Arlenis Baia, que irá contar com uma equipe multidisciplinar formada por psicólogo, assistente social, advogado e demais técnicos que executarão suas funções de forma interdisciplinar.

O prédio que conta com salas de atendimento psicossocial, jurídica, acolhimento, coordenação, prevenção, biblioteca, copa, banheiros e uma maloca para atividades diversas fica localizado na Avenida Santana, s/n, ao lado do 4º Batalhão da Polícia Militar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: