Sem meta alcançada, vacinação contra pólio e sarampo é prorrogada no Amapá

Educa

A campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo, marcada para se encerrar no último dia 12 de dezembro, foi prorrogada para até o dia 31 deste mês porque o Amapá não conseguiu atingir a meta estipulada pelo Ministério da Saúde, que é a de vacinar 95% das crianças.

De acordo com os dados da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (CVS) da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), até agora só foram vacinadas 51.442 crianças contra a poliomielite, o que equivale a 78,5% da cobertura vacinal, e 35.166 crianças contra o sarampo, equivalente a 60,5% das doses aplicadas.

A vacina contra a pólio protege contra três tipos de vírus que causam a paralisia infantil. "Hoje, o Brasil está livre da paralisia infantil, por isso é importante a continuidade das campanhas de vacinação para impedir que a doença volte a ter incidências no país", destacou a coordenadora da CVS, Angélica Lima.

A coordenadora disse ainda que a vacina contra o sarampo protege também contra a rubéola e a caxumba. A vacina contra a poliomielite é para crianças de 12 meses até 4 anos de idade. Já contra o sarampo, a faixa etária é de 12 meses até 4 anos, 11 meses e 29 dias.

"É importante que os pais ou responsáveis também façam a sua parte levando os filhos para serem vacinados. Basta procurar qualquer unidade de saúde em todo o Estado portando a carteirinha de vacinação da criança", orientou Angélica Lima.

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.