Irmãos gêmeos devem ser separados na escola?

Educa

“Uma mãe me contou que estava com dificuldade de colocar suas filhas gêmeas idênticas juntas, na mesma turma numa creche da grande São Paulo. Este fato me causou espanto, porque sempre acreditei que somente os pais e ou responsáveis tivessem o direito de decidir se seus filhos gêmeos devem ou não estudar na mesma sala de aula. De acordo o Ministério da Educação, não existe uma lei em âmbito federal, estadual ou municipal que proíba irmãos gêmeos de estudarem na mesma classe. Além disso, em 2013 foi aprovada uma lei municipal que garante vaga para irmãos estudarem juntos na mesma instituição de ensino. Isto é, a lei garante à criança o acesso à escola pública no mesmo estabelecimento dos irmãos, e proíbe a separação de irmãos gêmeos.

Entendo que cada pai/mãe ou responsável deve usar seu próprio discernimento para decidir sobre seus filhos. Entretanto, como gêmea, penso que irmãos gêmeos não devem ser separados na escola, exceto quando essa for a escolha deles próprios. Vale lembrar que 50% dos gêmeos têm uma relação fraternal “romântica”, 40% tem uma relação fraternal comum e 10% odeia o fato de ter nascido gêmeo. Diante disso, os alunos gêmeos que são muito unidos e cúmplices, certamente sofrerão mais com a separação na escola. Baseada em minhas pesquisas, pude perceber que a maioria dos gêmeos adultos preferiu estudar juntos – e que o fato de compartilhar a mesma sala, não comprometeu o aprendizado nem caiu o rendimento de ambos. Além disso, sabemos que separar estudantes gêmeos, não garante o fim das inevitáveis comparações nem tão pouco diminui a competição por melhores resultados no desempenho escolar. Acredito que – os eventuais problemas e prejuízos emocionais que podem ocorrer pelo fato de irmãos gêmeos estudarem juntos na mesma classe – são infinitamente menores do que aqueles causados por uma separação imposta. Infelizmente, muitos adultos estão cometendo equívocos – esquecendo que a busca pela individualidade deve partir dos próprios gêmeos, o que ocorre naturalmente”.

Texto de Jemima Pompeu, autora do projetoVIZINHOS DE ÚTERO, uma página na internet totalmente dedicada aos gêmeos e familiares.

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: