AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Prefeitura de Macapá realiza primeiro LIRAa de 2015

A Prefeitura de Macapá iniciou nesta terça-feira, 06, o primeiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2015. O levantamento é realizado pelos agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e considerado um instrumento fundamental para orientar as ações de controle da dengue e da febre chikungunya, que serão adotadas pelo município, possibilitando assim o planejamento das ações de prevenção, além de identificar os bairros onde há um número maior de focos.

O LIRAa acontecerá em todos os bairros da capital até o dia 13 de janeiro. Após o processamento de todos os dados é que as ações de combate e controle do mosquito Aedes serão retomadas, para que a dengue e a febre chikungunya continuem sob controle durante o período chuvoso. “Durante o período chuvoso é comum a incidência de diversas endemias, entre elas a dengue. Com a realização do primeiro LIRAa de 2015 poderemos ver o resultado das ações que foram desenvolvidas em 2014 e focar nos locais onde os casos de dengue ainda são recorrentes”, disse o diretor da Vigilância Ambiental, Josean Silva.

O acompanhamento e o trabalho desenvolvido pelos agentes de endemias no combate à dengue durante todo o ano de 2014 possibilitou que Macapá fosse apontada pelo Ministério da Saúde entre as onze capitais brasileiras com índice satisfatório da doença. Dados do último LIRAa, realizado em 2014, apontaram todos os bairros do município de Macapá como de baixo risco para surtos e epidemias de dengue.

Os levantamentos de 2014 apontam uma redução de 74,31% dos casos. De acordo com o coordenador municipal de Combate à Dengue, Ailson Quaresma, o índice só poderá ser mantido com a ajuda de toda a população. “Temos tido uma resposta positiva da população. Mesmo assim, a maior parte dos criadouros do mosquito está em ambiente domiciliar. É fundamental que os moradores façam a limpeza de seus quintais e eliminem depósitos de água parada. Só com a ajuda de todos, vamos conseguir manter o índice satisfatório”.

Texto e fotos: Jamile Moreira/Asscom Semsa

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: