Combate à corrupção: prefeito Clécio parabeniza alunos por debater o tema em concurso da CGU

O prefeito Clécio Luís e o chefe da unidade da Controladoria-Geral da União no Amapá, Romel Oscar Tebas, entregaram na manhã desta quinta-feira, 10, no auditório do Sebrae, a premiação e a certificação dos alunos da rede municipal de ensino de Macapá selecionados no 7° Concurso de Desenho e Redação promovido pela Controladoria-Geral da União (CGU). O evento reuniu autoridades, alunos, professores, coordenadores e gestores das escolas municipais Amapá, Goiás, Eunice das Chagas, Aracy Nascimento, Josafá Aires, Odete Lopes, Raimundo Alencar, Rondônia e Neuzona, que participaram do concurso, que este ano teve como tema “Pequenas Corrupções – Diga Não”, envolvendo mais de 50 estudantes do ensino fundamental.

Clécio Luís interagiu com os estudantes e estimulou o pensamento de cada um sobre o que é corrupção e suas consequências para a sociedade. Com a participação dos alunos, o prefeito mencionou as várias formas de corrupção e destacou o incentivo nas escolas para o debate acerca do tema. “É importante combater a corrupção para avançarmos nas políticas públicas no país, sobretudo, é fundamental instruir os nossos cidadãos de que pequenos comportamentos errados prejudicam o direito do outro, e isso é corrupção. Cada vez mais conseguimos levar para dentro das nossas escolas temas transversais e que estimulam a convivência correta em sociedade, a partir de boas práticas cidadãs”.

O concurso buscou despertar nos alunos a reflexão sobre assuntos como o controle social, ética e cidadania, por meio de atividades no ambiente educacional. Romel Oscar Tebas ficou satisfeito com a participação dos estudantes. “A atual situação do nosso país é muito triste e preocupante. Precisamos de cidadania e de pessoas cidadãs para gerenciar o bem público”. O tema escolhido para o concurso neste ano foi inspirado na campanha “Pequenas Corrupções – Diga Não”, lançada pela CGU em 2014, como estímulo à reflexão sobre práticas comuns no dia a dia dos brasileiros.

Na categoria “Redação” participaram estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, incluindo os matriculados na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA). No Amapá, o aluno Gabriel do Carmo Gomes, da Escola Estadual Augusto Antunes, localizada em Santana, conquistou o 3º lugar. Com apenas oito anos, Kennedy Marinho de Oliveira ficou entre os finalistas nacionais na categoria “Desenho” e foi o primeiro lugar na Escola Municipal Amapá. O pequeno estudante definiu em poucas palavras o que é corrupção. “Uma coisa ruim”, disse.

Para a mãe Fracimary Marinho de Oliveira, o filho é motivo de muito orgulho. “O mérito é todo dele. Por meio de um desenho que retratou o respeito à vez das pessoas na fila, ele demonstrou que pequenas atitudes erradas podem ser tratadas como corrupção. Essa é a visão dele e fiquei feliz em ver seu empenho sobre o tema”. Em Macapá, o projeto é conduzido pela Controladoria Geral do Município. “A iniciativa fortalece a formação de cidadãos que podem fazer a diferença no futuro”, disse a controladora-geral Nair Mota.

O concurso de Desenho e Redação da CGU é promovido por meio do Programa Olho Vivo no Dinheiro Público, desde 2007, e já mobilizou mais de 1 milhão de alunos em cinco anos. Entre os temas já debatidos nas edições estão “Como a sociedade pode ajudar no combate à corrupção?” (2007); “O que você tem a ver com a corrupção?” (2008); “Todos pela ética e cidadania: como posso contribuir para uma sociedade melhor?” (2009); “Como será o futuro do Brasil com o dinheiro público bem aplicado?” (2010) e “A sociedade no acompanhamento da gestão pública: todos podem fiscalizar o dinheiro público!” (2011). O evento encerrou com a participação dos alunos das escolas municipais Rondônia e Raimundo Alencar, com apresentações de dança.

Andreza Sanches/Asscom PMM
Fotos: Max Renê

Deixe uma resposta