Motor de plasma é esperança de um futuro sustentável para a aviação

Gabriela Glette

Em 2019 mais de 3 bilhões de pessoas andaram de avião. Com a popularização das viagens internacionais e ascensão de inúmeras companhias aéreas low-cost, quem sai perdendo mais uma vez é o meio ambiente, já que o setor é responsável por 5% das emissões de gases estufa. A boa notícia é que um grupo de cientistas da Universidade de Wuhan criou um motor que usa plasma, eliminando a necessidade de combustíveis fósseis.

Veja também:

No Brasil, 18 mil ocorrências de Roubo de Cargas em 2019, revela pesquisa

Comerciantes do Amapá discordam do bloqueio decretado pelo governo

Conheça as melhores casas de apostas online no Brasil

De acordo com o estudo, publicado na revista científica AIP, a tecnologia é capaz de gerar propulsão a jato usando micro-ondas de plasma presentes no ar, dando esperança de maneiras muito mais sustentáveis de se viajar em um futuro próximo.

A técnica consiste em comprimir a ar a alta pressão e, assim ionizar o fluxo de ar pressurizado, conseguindo assim a propulsão necessária. Vale lembrar que, até o momento essa propulsão só era possível com o uso de combustíveis fósseis. Desta maneira, o combustível deste avião é um plasma de alta pressão, feito de ar e eletricidade.

Segundo o líder da equipe, professor Jau Tang, o que o motiva a continuar com a pesquisa é buscar uma solução para o aquecimentio global: “O que move o nosso trabalho é saber que podemos contribuir para solucionar os problemas do aquecimento global causados pelo uso de motores à combustão usados hoje em carros e aviões. Com esta tecnologia não há a necessidade do uso de combustíveis fósseis e nem emissão de gases que contribuem para o efeito estufa”, explica.

Veja mais no site Hypeness

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: