AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Diretor de presídio de Rondônia é afastado após rebelião

presidio urso brancoA Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) de Rondônia confirmou o afastamento do diretor da Casa de Detenção Dr. José Mario Alves da Silva, conhecida como Urso Branco, na zona rural de Porto Velho.

O diretor, Célio Lima, foi afastado após rebelião no presídio, iniciada no último domingo (18).

De acordo com o secretário de Justiça, Marcos Rocha, na manhã dessa terça-feira (20) a situação no local já estava controlada.

O secretário explica que os detentos reivindicavam a saída de Célio Lima, alegando abusos e ameaças dentro da penitenciária.

Sonora: “O diretor é uma pessoa bastante rigorosa, no sentido de ser correto. Então os presos começaram a solicitar a saída do diretor, sob a alegação de que ele cometia atos agressivos contra essas pessoas que estavam presas. Se decidiu, então, pelo afastamento da direção somente para apuração dos itens.”
Segundo Marcos Rocha, mais de 400 detentos participaram do motim. Quatro ficaram feridos e foram encaminhados para atendimento médico.

A rebelião começou quando 38 familiares se recusaram a deixar o presídio, após o fim do horário de visita no domingo.

De acordo com o secretário, essas pessoas apoiaram a rebelião e protestaram contra equipamentos de segurança, como detectores de metais e aparelhos de raios-X, instalados nas unidades prisionais do Estado.

Sonora: “Não houve portanto reféns, até porque são parentes dos apenados. E ficaram de livre e espontânea vontade, tão simplesmente para exigir a saída do diretor e também a retirada de equipamentos de dentro das unidades.”
De acordo com informações publicadas pela Superintendência Estadual de Comunicação, o motim causou prejuízo superior a R$ 120 mil.

Os danos decorrem principalmente dos estragos na rede elétrica, nas paredes de alvenaria para interligação de celas e na ferragem da estrutura das paredes. O prazo previsto para o conserto é de cerca de 30 dias.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: