Profissionais com fluência em inglês têm maiores salários, mas são minoria nas empresas

Valores e falta de tempo são apontados como barreiras entre aqueles que querem aprender

Considerado como “idioma universal”, o conhecimento em inglês pode ajudar diretamente na renda dos profissionais, uma vez que salários de pessoas bilíngues podem ser maiores, conforme projeção da empresa Catho, que avalia tais aumentos percentuais em: 52% para executivos, 47% para profissionais de nível superior especializados, 44% para supervisores e 23% para gerentes.  

O Inglês também é necessário para quem pensa em estudar fora do Brasil. Esse idioma normalmente é adotado para leitura e escrita em provas de proficiência para ingresso em universidades internacionais, incluindo o processo de aplicação, currículo, carta de motivação e compreensão das aulas, por exemplo. 

Para fazer pós-graduações em países como Austrália, Canadá, Estados Unidos é necessário ter noções do Inglês além do básico, pois as disciplinas são ministradas, na maioria dos casos, no idioma. Além disso, muitos materiais de pesquisas para Mestrado e Doutorado são escritos em Inglês e não possuem tradução para o Português.

Em diversos ambientes corporativos, principalmente em multinacionais, o Inglês é fundamental para interação dos funcionários com colegas em outros países e com clientes internacionais. No Brasil, esse idioma é necessário para diversas profissões como: Relações Internacionais, que lida com atividades que envolvem diversos países, Consulados e Embaixadas, importação ou exportação de produtos; Business Intelligence (BI), que possibilita reuniões com pessoas de diferentes nacionalidades, para entender o mercado internacional e coordenar operações em diversos locais; e Tecnologia da Informação (TI), em que a linguagem de programação de plataformas, sites e dados é escrita em Inglês. 

Teste de nivelamento gratuito

Os benefícios de saber um idioma além da língua nativa são muitos. Por isso, é comum encontrar currículos com essa informação um pouco exagerada, o que não é recomendado por especialistas de recrutamento e seleção de emprego que, normalmente, realizam testes para saber se o candidato está sendo sincero sobre o domínio do idioma.

Para saber o nível de conhecimento em Inglês é possível acessar ferramentas gratuitas de testes de nivelamento. Ciente disso, basta acrescentar a informação no currículo sem exagerar ou iniciar o curso em uma instituição a partir do nível revelado no teste.

Bolsa de estudo para cursos de idiomas

Apenas 5% da população brasileira possui conhecimento em inglês, sendo que 1% é fluente, conforme indicou pesquisa do British Council e do Instituto de Pesquisa Data Popular.  Falta de tempo para aprender um novo idioma e o custo dos cursos são apontados como principais barreiras para não aprender Inglês.

Independentemente do motivo de iniciar ou concluir os estudos em Inglês, é possível alcançar o objetivo estudando com bolsa do Educa Mais Brasil, que concede desconto de até 70% nas mensalidades de cursos de idiomas de diversas instituições de ensino, seja ele on-line ou presencial.  

Na semana do estudante, de 09 a 13 de agosto, o Educa estará propiciando ainda mais oportunidades para que todos possam aprender um novo idioma. Além das bolsas de estudo de até 70% de desconto, a pré-matrícula feita no site ficará por R$50.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: