AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Sambódromo terá obras emergenciais para sanar depredação e roubo de patrimônio

Com a aproximação do carnaval, o secretário de Estado da Infraestrutura, André Rocha, recebeu o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba, Luiz Mota, representantes do Corpo de Bombeiros do Amapá e o secretário de Estado da Cultura, Disney Furtado, para debater os reparos que serão necessários no sambódromo para a realização do carnaval 2015.

De acordo com o parecer preliminar do Corpo de Bombeiros realizado no segundo semestre de 2014, a estrutura do sambódromo foi severamente depredada. O fato mais preocupante, no entanto, é o constante roubo de cabos de cobre do sistema de iluminação do local. "O que vemos é uma total falta de zelo com o patrimônio público, por isso o sambódromo requer obras emergenciais", afirmou o secretário André Rocha.

Segundo ele, é necessária uma fiscalização constante durante todo o ano para impedir a ação dos bandidos, que não se intimidam com a presença dos vigilantes. Para o secretário André Rocha, o roubo de cabos do sambódromo é algo que precisa ser remediado urgentemente. "Sem os cabos, não se sabe como está a iluminação dos refletores, por exemplo. Pela grande quantidade de material roubado, não é possível concluir um relatório sobre a situação do sambódromo para o carnaval", afirmou.

O problema, segundo o gerente do sambódromo, Giulliano Monteiro, já havia sido comunicado durante a gestão passada, mas nada foi feito. "Essas depredações e furtos no sambódromo já ocorrem há bastante tempo. Eu assumi em 2013 e desde então já foram depredados banheiros e portas, vasos e pias foram roubados. Além disso, muitos cabos de energia foram levados. Eles são retirados das torres e puxados através dos dutos subterrâneos. Nós enviamos documentação dando ciência da situação para os secretários anteriores, o Pingarilho e o Euri, mas nenhuma providência foi tomada com relação à vigilância do sambódromo", relatou.

O secretário de Estado da Cultura, Disney Furtado, comentou que os roubos inviabilizam uma análise completa das condições do sambódromo para eventos, mas, mesmo assim, há uma ação conjunta com a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf) para deixar o local em condições para este carnaval. "Estamos verificando as adequações que precisam ser realizadas para que façamos um carnaval seguro e com as condições que o Governo do Estado quer", relatou Disney.

O secretário de Estado da Infraestrutura, André Rocha, salientou a urgência na conclusão do relatório acerca das condições estruturais do sambódromo. Segundo ele, é preciso começar a adequação o quanto antes e a cada dia sem essa vistoria é como um mês de atraso nas obras.

André ainda afirmou que durante sua gestão, pretende reduzir o teor emergencial das obras realizadas pela Seinf. "Obras emergenciais precisam ser reduzidas. Está na hora de o governo realizar obras duradoras, pois assim reduziremos os custos com elas nos anos seguintes e daremos segurança ao cidadão. Isso faz parte do plano de gestão do governador Waldez Góes, no qual vamos cuidar das cidades e cuidar das pessoas", concluiu o gestor.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: