AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Governo retoma manutenção dos trechos norte e sul da BR-156

As obras de conservação, manutenção e recuperação da BR-156, no trecho entre Laranjal do Jari ao Oiapoque serão retomadas. Na tarde desta quarta-feira, 11, no Palácio do Setentrião, o governador do Estado do Amapá, Waldez Góes assinou termo aditivo com empresas que executam as obras na rodovia. A ação faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Durante o encontro, o chefe do Executivo também confirmou o início da pavimentação da BR-156, trecho Sul, ainda em 2015.

A reunião contou com a participação de gestores do Estado, representantes das empresas e prefeitos de Serra do Navio, Calçoene e Laranjal do Jari. Os contratos com as empresas são referentes à prorrogação do convênio celebrado ainda em 2006, entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a Secretaria de Estado de Transporte (Setrap).

O recurso correspondente do termo aditivo oficializado nesta quarta-feira é de aproximadamente R$ 32 milhões. Pouco mais de R$ 29 milhões são provenientes do DNIT e R$ 1,8 milhões de contrapartida do GEA.
O valor do termo de compromisso ao longo dos anos foi orçado em R$ 128 milhões, sendo cerca de R$ 116 milhões correspondente ao repasse do DNIT e mais de R$ 11 milhões da contrapartida do Estado. Desse valor global, mais de R$ 97 milhões já foram executados.

Os contratos vinculados correspondem Às empresas L.B Construção (trecho sul), Etecon (trecho norte), Construtora Rio Pedreira (trecho norte) e Millenium Importação e Exportação (trecho sul), ao período de 21 de dezembro de 2014 a 21 de dezembro de 2015.

De acordo com o secretário de Transportes, Odival Montrerrozo, com a assinatura, as empresas estão respaldadas para executar qualquer incorreção em toda a extensão da BR-156. "Nós já estamos atrasados, porém o primeiro documento que saiu da secretaria pedindo que esse termo fosse prorrogado foi em agosto de 2014. O processo da gestão passada tardou e nós começamos a trabalhar esse termo aditivo, ainda na transição. O recurso de cerca de R$32 milhões é suficiente para manter a rodovia durante um ano".

Durante a reunião, o governador relembrou que não houve conservação da BR-156 em 2013, o que ocasionou um atoleiro em vários trechos. "Eu estava preocupado com essa situação e não faltou esforço de todos os lados para essa assinatura. É importante lembrar que esse imbróglio acabou em pleno inverno, quando o ideal era que essas providências tivessem sido tomadas, no mínimo, em outubro do ano passado, para que em novembro e dezembro, fosse de intensa produtividade".

Diante do cenário, o chefe do Executivo pediu empenho total às empresas. "Nós estamos falando de pessoas. Eu quero intensificar a mobilização, o acompanhamento direto nos trechos".

Pavimentação
De acordo com o governador, o Estado já possui a delegação da obra de pavimentação da BR-156 Sul e autorização para a licitação, em processo diferenciado. "A licitação ocorrerá em uma nova modalidade. Nós vamos licitar e a empresa vencedora ficará encarregada de fazer o processo executivo e isso, levará um pouco mais de tempo. Espero que em todo o período de inverno, mais meados do verão, nós estejamos com toda parte de licitação resolvida, para que ainda em 2015 a gente inicie a pavimentação do trecho, de Macapá a Laranjal do Jari".

Em relação a BR-156 Norte, Góes afirma que esteve no Ministério do Transporte e DNIT, junto à bancada federal e o Departamento se responsabilizou a licitar os últimos 100 quilômetros, ainda nesse inverno. "A expectativa é que, ao longo dos próximos três anos, a gente tenha a BR-156 definitivamente norte concluída e a inauguração da ponte binacional".

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: