AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Vendas no comércio amapaense crescem 8,6% em janeiro

O comércio varejista do Amapá inicia 2015 com variações de 8,6% no volume de vendas e de 9,2% na receita nominal, ambas as taxas com relação ao mês anterior (ajustadas sazonalmente). Nas demais comparações, obtidas das séries originais (sem ajuste), o varejo obteve, em termos de volume de vendas, acréscimos de 18,4% sobre janeiro do ano anterior e de 10,2% no acumulado dos últimos 12 meses. Para os mesmos indicadores, a receita nominal de vendas apresentou taxas de variação de 23,9% e de 16%, respectivamente. Já o varejo ampliado, que inclui também as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, em relação ao mesmo mês do ano anterior, apresentou resultados positivos de 17,3% para o volume de vendas e de 21,8% na receita nominal. No acumulado dos últimos 12 meses, as taxas foram de 2,1% e 7,7% para o volume de vendas e para a receita nominal, respectivamente. A publicação completa da pesquisa pode ser acessada na página:
www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/comercio/pmc/.

Resultados do varejo foram positivos em 15 das 27 unidades da federação
Das 27 unidades da federação, 15 apresentaram variações positivas no volume de vendas na comparação de janeiro de 2015 com igual mês do ano anterior (série sem ajuste). Os destaques foram Roraima, com 26,0%; Amapá (18,4%); Rondônia (8,9%); e Acre (8,3%). Quanto à participação positiva na composição da taxa do varejo, destacaram-se, pela ordem, São Paulo (1,0%); Rio de Janeiro (2,5%); Paraná (3,6%); e Santa Catarina (2,2%).
Os resultados de janeiro de 2015 sobre o mês anterior, com ajuste sazonal, foram positivos, em termos de volume de vendas, para 23 estados, com as maiores taxas ocorrendo no Amapá (8,6%); Sergipe (4,2%); Piauí (3,4%); Distrito Federal (2,7%); e Ceará, com 2,4%.
Quanto ao varejo ampliado, 20 estados apresentaram variações negativas no volume de vendas na comparação com o mesmo período do ano anterior, destacando-se Distrito Federal, com -12,2%, seguido por Acre (-9,3%); Goiás (-8,8%); São Paulo (-8,4%); e Rio Grande do Sul (-8,4%). As maiores taxas positivas foram Amapá (17,3%) e Roraima (10,7%).

Adicionalmente, seguem os resultados do mês de dezembro 2014 (anexo pmc_201412caderno.pdf).
O mês de dezembro 2014 teve crescimento de 5,6% em relaçã a dezembro de 2013 e queda de 10,2% em relação a novembro de 2014 (com ajuste sazonal).
O ano de 2014 fechou com crescimento de 9% no volume de vendas em relação a 2013.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: