Educa

Seca: especialistas alertam sobre cuidados com a saúde e o meio ambiente

Com a chegada do inverno e da estiagem, brasiliense deve ficar atento à hidratação e tomar cuidados para não provocar queimadas

Jéssica Eufrásio

Com a chegada do inverno, em 21 de junho, o Distrito Federal começa a se preparar para a temporada de seca. Fora os cuidados com a saúde, a baixa umidade e a escassez de chuvas exigem atenção para o aumento dos casos de incêndios florestais. De maio, considerado o mês de início do período de estiagem, até sábado, o Corpo de Bombeiros registrou 847 ocorrências desse tipo. De acordo com informações da corporação, a quantidade de queimadas nesta época do ano tende a chegar a até 50 por dia. No ano passado, entre os meses de maio e julho, os militares atenderam 2.219 casos de fogo em florestas. A quantidade de vegetação devastada correspondeu a uma área de 2,2 mil hectares, o equivalente a mais de 3 mil campos de futebol.

Comandante do Grupamento de Proteção Ambiental (GPram) do CBMDF, o tenente-coronel Ricardo Vianna destacou que 90% dos incêndios florestais são causados por pessoas, intencionalmente ou não. “Estamos com 200 militares prontos para atuar nesses casos em áreas afastadas das cidades. Na parte urbana, contamos com 400 bombeiros atendendo as solicitações”, detalhou. Além do aumento do efetivo, Vianna informou que órgãos federais e distritais têm trabalhado em conjunto, promovendo ações educativas nas proximidades de parques e unidades de conservação do DF e Entorno.

Estado de atenção
Na sexta-feira, após cinco dias de umidade do ar abaixo dos 30%, a Defesa Civil emitiu alerta de estado de atenção. Apesar de os índices estarem em torno de 40% na parte da manhã, o período entre as 14h e as 17h tem sido mais crítico. “Quem mora em Brasília está acostumado, mas é importante tomar muito cuidado com a hidratação”, ressaltou o coordenador de operações da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel Sinfrônio Lopes.

Saiba mais no Correio Braziliense

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.