AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Israel aprova lei que o define como ‘Estado-Nação’ do povo judeu

Por 62 votos a favor e 55 contra, a Knesset (Câmara israelense) aprovou a iniciativa depois de um intenso debate.

O Parlamento israelense aprovou nesta quinta-feira (19) a polêmica lei que define o país como um “Estado-nação do povo judeu” e que tem como sua capital “Jerusalém unificada”. A nova lei, defendida pelo governo, ainda prevê apenas o hebraico como língua oficial do país.

A iniciativa foi aprovada no Knesset (parlamento israelense) por 62 votos a favor e 55 contra, depois de uma longa discussão, já que críticos a descrevem como “discriminatória” por marginalizar minorias.

O objetivo da nova lei é “assegurar o caráter de Israel como o estado nacional dos judeus, a fim de codificar em uma lei básica dos valores de Israel como um estado judeu democrático espírito dos princípios da Declaração de Independência”, explica a Knesset em seu site.

Isto inclui ainda o hino Hatikva (adaptado de um poema judeu, sobre o retorno do povo a Israel), a bandeira branca e azul com a Estrela de Davi no centro, um menorá (candelabro judeu) de sete braços com galhos de oliveira nos extremos como símbolo do país.

Veja mais no G1

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: