Venezuela prende 34 gerentes de supermercados por aumento de preços

Educa

Gerentes foram presos sob acusação de esconderem alimentos e aumentarem abusivamente os preços.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na quinta-feira (20) que 34 gerentes de supermercados foram presos sob acusação de esconderem alimentos e aumentarem abusivamente os preços, no mais recente ato repressivo do governo de esquerda contra o empresariado enquanto o país sofre um colapso econômico grave.

“Tivemos um grupo de supermercados que escondia os produtos das pessoas e começou a cobrar o que queria. Há 34 gerentes de grandes supermercados atrás das grades por violarem a lei”, disse Maduro, muitas vezes revoltado, durante uma transmissão de uma hora na televisão estatal.

“Eu digo uma coisa e os supermercados vêm e dizem outra… que desculpa eles têm para não seguir as regras?”, questionou Maduro, estimulando os venezuelanos a se pronunciarem se virem preços injustos para evitar “serem roubados”.

Saiba mais no G1

Aprecie a boa música da Amazônia

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.