Educa

Rio Madeira está acima da cota de inundação em Rondônia

A cheia do Rio Madeira já afeta mais de mil e quatrocentas pessoas em Porto Velho, em Rondônia. De acordo com a Defesa Civil Estadual, 137 famílias ficaram desabrigadas e estão em abrigos públicos, e 145 famílias desalojadas, ou seja, deixaram suas casas e foram acolhidas por amigos e familiares. Há cinco dias, o rio está acima da cota de inundação, que é de 17 metros. Nesta quinta-feira, o Madeira marca 17 metros e 35 centímetros.

Segundo o Major Tadeu Sanches, coordenador estadual da Defesa Civil, o rio não deve alcançar os 18 metros este ano. Há previsão, inclusive, de redução no nível das águas nos próximos três dias.

O Major Sanches informou que a situação também é preocupante na região do baixo Madeira, onde já há relatos de prejuízos de pequenos agricultores, especialmente na pecuária.

A Defesa Civil ainda está fazendo um levantamento na região, mas adiantou que o município de Nova Mamoré, por exemplo, maior produtor de leite do estado, já decretou situação de emergência e registra 4 famílias desabrigadas e 16 desalojadas.

Sobre o tráfego na BR-364, que liga Porto Velho a Rio Branco, capital do Acre, o coordenador da defesa civil de Rondônia disse que, por enquanto, a situação é tranquila.

O Major Tadeu Sanches informou ainda que o tráfego em uma ponte da BR-425, a 40 quilômetros do município de Nova Mamoré, será liberado ainda nesta quinta-feira. No último sábado, a ponte apresentou uma lâmina d’água e o DER, Departamento de Estradas de Rodagem, está concluindo uma obra de alteamento com madeira, para elevação em 50 centímetros da estrutura.

EBC

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: